Notícia

Atualidade

Fisco espanhol negoceia acordo de 30 milhões com Ronaldo

Autoridade Tributária disposta a fixar pena de prisão menor. Assessores ouvidos em Tribunal.
06 de abril de 2018 às 13:56

Há desenvolvimentos sobre o caso fiscal de Cristino Ronaldo em Espanha.

O jornal El Mundo noticia esta manhã que o Fisco espanhol está a preparar um acordo com Cristiano Ronaldo para resolver o conflito que opõe o craque à Autoridade Tributária de Espanha.

O periódico avança que o Fisco pretende retirar um dos quatro delitos da acusação ao português, reduzindo um eventual castigo a uma pena de prisão menor (que o livraria de cumprir pena efetiva) e ao pagamento de 30 milhões de euros - 10 de multa por verbas não declaradas e mais 20 por via administrativa.

Mas, para que tal aconteça, Ronaldo teria que se declarar culpado de ter cometido uma fraude fiscal, o que o jogador negou quando foi ouvido em tribunal. Ronaldo teria de pagar outros 20 milhões por via administrativa.

O crime a ser retirado da acusação diz respeito à declaração dos rendimentos de imagem do ano de 2014, sobre a qual o jogador já pagou 5,2 milhões de euros num acerto de contas com as Finanças. O jogador teria assim que admitir ter defraudado o estado espanhol ao não declarar rendimentos de direitos de imagem no anos de 2011, 2012 e 2013, estimados em 6,25 milhões de euros.

Assessores fiscais interrogados
Também esta sexta-feira o jornal As noticia que os assessores fiscais de Ronaldo estão a ser interrogados pela magistrada Mónica Gómez Ferrer, no âmbito deste processo. O jornal diz que o caso estará prestes a ser resolvido.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável