'

Notícia

BRONCA

Guerra aberta em Espanha: herdeiras de gigante de retalho fazem golpe de estado e correm com primo

As duas filhas adotivas do falecido presidente do El Corte Inglés montaram guerra ao primo sucessor e correram com ele esta semana. Boicotado pelas primas, o exonerado ameaça recorrer aos tribunais. O grupo de retalho tem dívidas superiores a 3.650 milhões de euros.
Por João Bénard Garcia | 15 de junho de 2018 às 12:23
Dívidas de mais de 3 mil milhões herdeiros de gigante espanhol entram em guerra
Duas primas acabaram com o reinado de quatro anos de Dimas Gimeno. O El Corte Inglés está a ferro e fogo. E tudo por causa de uma guerra familiar.
Dimas Gimeno, acabado de ser exonerado, garante que se vai bater nos tribunais contra as primas Álvarez Guil.
Marta e Cristina, as primas de Dimas, montaram-lhe um cerco na administração e conseguiram expulsá-lo da cadeira do poder.
Jesús Nuño de la Rosa, é o novo patrão do grupo de retalho El Corte Inglés.

As irmãs Marta e Cristina Álvarez Guil correram esta terça-feira, dia 13, com o primo Dimas Gimeno, de 43 anos, da presidência da cadeia internacional de retalho 'El Corte Inglés' e colocaram na cadeira do poder o fiel funcionário Jesús Nuño de la Rosa, 55 anos, um dos conselheiros delegados da empresa, com 29 anos de casa, a maior parte deles no departamento de viagens.

...
2018-06-14_22_26.22 dimas 5.png

As filhas adoptivas do falecido ex-presidente Isidoro Álvarez, que o sobrinho Dimas Gimeno substituiu em setembro de 2014, declararam guerra aberta ao primo e aos tios, César e Maria António Álvarez, e conseguiram expulsar Dimas do cargo de presidente do conselho de administração. As irmãs Álvarez Guil convenceram, com sucesso, sete dos dez membros do conselho de administração do 'El Corte Inglés', a destituir o primo, numa reunião extraordinária.


ELAS QUEREM MUDAR O RUMO DA EMPRESA. ELE ACUSA-AS DE LHE TEREM DADO FAMA DE VIGARISTA

A deliberação gerou uma guerra de comunicados das duas fações aos empregados. A carta aberta das vitoriosas manas Álvarez Guil aos colaboradores, essa, foi bem clara: "O órgão de governo da companhia considerou necessária uma mudança de liderança para enfrentar os reptos do futuro e impulsionar uma nova etapa de crescimento".

Garantido, para já, é que Dimas Gimeno vai dar luta às primas e promete recorrer à justiça para inverter, impugnando, a destituição.

...
2018-06-14_22_26.23 dimas 6.png

O primo exonerado também enviou uma carta aos funcionários, onde acusa as primas de o terem destituído depois de o terem acusado de esconder irregularidades, de ter cometido supostas fraudes nos pagamentos à segurança social e de ter sido o responsável pela saída do El Corte Inglés da bolsa de valores.

Em todo este processo, em nada ajudou a dívida de 3.650 milhões de euros que empresa de retalho tem junto da banca, estado e fornecedores.

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever