Notícia

Casas Reais

Isabel II e Filipe de Edimburgo, 72 anos de casamento: polémicas, escândalos e traições

O casal tem a relação mais duradoura da História da monarquia britânica. São mais de 7 décadas de polémicas de um homem leal à rainha mas infiel à mulher mais poderosa do Reino Unido.
20 de novembro de 2019 às 14:09
Isabel II e Filipe de Edimburgo: 72 anos de escândalos e infidelidades
Os conflitos começam a existir no nascimento do primógenito do casal, 1 ano depois do casamento, quando o duque de Edimburgo insistiu que o príncipe Carlos tivesse o seu apelido, sem sucesso. "Sou o único homem no país que não pode dar o nome aos filhos"
Filipe de Edimburgo
Filipe de Edimburgo
Filipe de Edimburgo
Príncipe Filipe, duque de Edimburgo
Filipe de Edimburgo
As histórias das festas intensas e dos casos extra-conjugais passaram a ser constantes na imprensa britânica, notícias que a rainha nunca comentou
O casal tem 4 filhos, 8 netos e 7 bisnetos, com mais um a caminho
Filipe, Duque de Edimburgo, Rainha Isabel II
Filipe, Duque de Edimburgo, Rainha Isabel II
Filipe, Duque de Edimburgo, Rainha Isabel II
Isabel II e Filipe, duque de Edimburgo
Filipe, Duque de Edimburgo, Rainha Isabel II
Filipe, Duque de Edimburgo, Rainha Isabel II
A rainha Isabel II e o duque de Edimburgo estão a comemorar 71 anos de casamento esta terça-feira, 20 de novembro
Primos em segundo grau, o casal se conheceu em 1934, ainda crianças, e começaram a trocar cartas quando a rainha tinha 13 anos
Foi em 1947 que o rei Jorge VI anunciasse o noivado da filha mais velha com o príncipe da Grécia e da Dinamarca. O casamento aconteceu na Abadia de Westminster
Filipe, Duque de Edimburgo, Rainha Isabel II
Filipe de Edimburgo
Filipe de Edimburgo
Filipe de Edimburgo
Príncipe Filipe, duque de Edimburgo
Filipe de Edimburgo
Filipe, Duque de Edimburgo, Rainha Isabel II
Filipe, Duque de Edimburgo, Rainha Isabel II
Filipe, Duque de Edimburgo, Rainha Isabel II
Filipe, Duque de Edimburgo, Rainha Isabel II
Filipe, Duque de Edimburgo, Rainha Isabel II
Isabel II e duque de Edimburgo
Filipe, Duque de Edimburgo, Rainha Isabel II
Filipe, Duque de Edimburgo, Rainha Isabel II
Filipe, Duque de Edimburgo, Rainha Isabel II
Filipe, Duque de Edimburgo, Rainha Isabel II
Filipe, Duque de Edimburgo, Rainha Isabel II

A rainha Isabel II e o duque de Edimburgo estão a comemorar 72 anos de casamento esta quarta-feira, 20. São mais de sete décadas de dedicação ao trono mas também de polémicas e infidelidade. 

Primos em segundo grau, o casal conheceu-se em 1934, ainda crianças, no casamento da princesa Marina da Grécia e Dinamarca e do príncipe George, duque de Kent. Cinco anos depois voltaram a encontrar-se no Real Colégio Naval de Dartmouth, tinha Isabel 13 anos, foi quando começaram a trocar cartas.

Passaram oito anos para que o rei Jorge VI anunciasse o noivado da filha mais velha com o príncipe da Grécia e da Dinamarca. Em 1947, o casamento na Abadia de Westminster fez história ao ser o primeiro a ser transmitido em direto pela rádio da 'BBC', para cerca de 200 milhões de ouvintes.

Tudo parecia estar em acordo. Os dois casaram-se por amor, o que não era comum, Filipe renunciou a todos os títulos gregos e dinamarqueses e converteu-se ao anglicanismo. Passou a ser o duque de Edimburgo e Sua Alteza Real e os primeiros meses de casamento foram vividos com grande cumplicidade diante do público.

Os conflitos começam a existir no nascimento do primogénito do casal, um ano depois do casamento, quando o duque de Edimburgo insistiu que o príncipe Carlos tivesse o seu apelido, sem sucesso. "Sou o único homem no país que não pode dar o nome aos filhos", comenta o marido da rainha de acordo as biografias não autorizadas. 

As histórias das festas intensas e dos casos extraconjugais passaram a ser constantes na imprensa britânica, notícias que a rainha nunca comentou. A lista das supostas amantes de Filipe de Edimburgo é extensa e inclui a prima, a princesa Alexandra, as atrizes Merle Oberon, Pat Kirkwood, Zsa Zsa Gabor, Patricia Hodge, a apresentadora de TV Katie Boyle, a mãe da nora Sarah Ferguson, Susie Barrantes, entre outras.

E as polémicas não ficam entre as mulheres. A imprensa britânica chega a falar num romance homossexual com o ex-presidente francês Valéry Giscard d’Estaing, além de ter o nome envolvido num escândalo sobre orgias dos aristocratas, organizadas pelo artista Stephen Ward (que tirou a própria vida ao ser considerado culpado pelo caso Profumo).

Mas o grande amor de Filipe terá sido Lady Penny Brabourne, 30 anos mais jovem do que o duque, com quem terá mantido uma forte ligação. Oficialmente, os 2 eram grandes amigos e eventos desportivos juntos.

Depois dos escândalos sexuais que envergonharam a rainha Isabel II ao longo de décadas, o nome de Filipe volta a estar envolvido noutro história. Após o trágico acidente que matou a ex-nora princesa Diana, o pai de Dodi - namorado de Lady Di, que também morreu no acidente em Paris - declarou que o duque teria ordenado a morte da princesa.


A investigação, que terminou em 2008, não encontrou provas sobre uma conspiração para a morte da mãe de William e Harry. 

Apesar de Filipe não ter concordado com o casamento do filho, em 1981, também não queria o divórcio do casal. Da mesma forma, Filipe também não aprova a nova mulher do príncipe herdeiro, Camilla Parker-Bowles, segundo especialistas na casa real.

O duque de Edimburgo decidiu retirar-se da vida pública em maio de 2017, aos 96 anos de idade. A rainha Isabel II continua em funções há 66 anos, já é o mais longo reinado britânico. A monarca completou 93 anos em abril.

O casal tem 4 filhos, 8 netos e 7 bisnetos, com mais um a caminho, o primeiro filho do príncipe Harry e Meghan Markle.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável