Notícia

Mundo

Jeffrey Epstein assina novo testamento dois dias antes de ser encontrado morto na cela da prisão

O multimilionário envolvido num enorme escândalo sexual tem uma fortuna avaliada em mais de 577 milhões de dólares.
19 de agosto de 2019 às 21:21

O milionário Jeffrey Epstein assinou um novo testamento dois dias antes de ter sido encontrado morto na cela onde estava a aguardar julgamento depois de ter sido acusado de um enorme escândalo sexual, que pode envolver muitas personalidades reconhecidas internacionalmente, desde políticos famosos a elementos da realeza.

De acordo com o ‘New York Post’, o milionário assinou no dia 8 de agosto, 2 dias antes de se ter enforcado, segundo o relatório da autópsia, na cela da prisão em Manhattan.

Este novo documento que foi arquivado nas Ilhas Virgens dá conta da enorme fortuna deste gestor financeira, que se movimentava muito bem na alta finança mundial mas também entre políticos, como Donald Trump. 557 milhões de dólares foi o valor declarado da sua fortuna neste documento com 21 páginas onde está descrito tudo o que tinha.  

A carregar o vídeo ...

O gestor financeiro de 66 anos era dono de duas ilhas avaliadas em 86 milhões de dólares, tinha mais de 55 milhões de dólares em dinheiro nos bancos, mas além disso tinha ainda propriedades e hedge fund num valor que totalizava os mais de 557 milhões.

Até ao momento não é claro quem herda esta imensa fortuna.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável