Notícia

Terror em Barcelona

Marcelo assume papel de destaque ao lado de Letizia e Felipe na emocionante missa pela paz em Barcelona

Chefes de Estado e de Governo deslocaram-se a Espanha em memória às vítimas do atentado de quinta-feira, em especial das duas portuguesas que morreram nas Ramblas. Ao lado dos reis de Espanha, Marcelo assumiu papel de destaque e emocionou-se com eles.
20 de agosto de 2017 às 19:36
Marcelo assiste ao lado de Felipe e Letizia às cerimónias de homenagem em Barcelona
marcelo rebelo de sousa
Marcelo, Letizia e Felipe em Barcelona depois do atentado
Marcelo, Letizia e Felipe em Barcelona depois do atentado
Marcelo, Letizia e Felipe em Barcelona depois do atentado
Marcelo, Letizia e Felipe em Barcelona depois do atentado
Marcelo, Letizia e Felipe em Barcelona depois do atentado
Marcelo, Letizia e Felipe de Espanha
Marcelo, Letizia e Felipe em Barcelona depois do atentado
marcelo rebelo de sousa
Marcelo, Letizia e Felipe em Barcelona depois do atentado
Marcelo, Letizia e Felipe em Barcelona depois do atentado
Marcelo, Letizia e Felipe em Barcelona depois do atentado
Marcelo, Letizia e Felipe em Barcelona depois do atentado
Marcelo, Letizia e Felipe em Barcelona depois do atentado
Marcelo, Letizia e Felipe em Barcelona depois do atentado
Marcelo, Letizia e Felipe em Barcelona depois do atentado
O Presidente da República e o primeiro-ministro portugueses estiveram hoje na missa pela paz e concórdia em Barcelona para homenagear as vítimas do atentado das Ramblas e de Cambrils, incluindo as duas portuguesas que morreram no primeiro ataque. 

Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa participaram na cerimónia a convite dos reis de Espanha, Felipe VI e Letízia, e junto do chefe do governo espanhol, Mariano Rajoy, e do presidente do governo da Catalunha, Carles Puigdemon.

A carregar o vídeo ...
"Havia que testemunhar essa amizade, solidariedade e fraternidade em relação a um país que tem sido inexcedível em tudo, não apenas na presença agora no combate aos incêndios em Portugal", disse Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas, acrescentando que essa "fraternidade tinha que ser traduzida" e que tinha de ser "exprimido" a todo o povo espanhol "aquilo que vai no coração de todos os portugueses". 

O sangue manchou as Ramblas
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
atentado ramblas, barcelona
Para Marcelo, a cerimónia foi "muito comovedora e impressionante, sobretudo pela forma como o cardeal exprimiu aquilo que é fundamental neste momento: a preocupação pela paz, a construção da paz e a unidade em torno da paz, da concórdia".

Atentado em Barcelona faz dezenas de mortos
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
atentado barcelona
Já António Costa destacou que "o terrorismo afeta sempre todo o mundo, porque é uma ameaça global, e quando atinge Barcelona, que é uma cidade do mundo - não é por acaso que temos vitimas de mais de 30 nacionalidades". Para o primeiro-ministro esta "é uma dor partilhada em todos os cantos do mundo".

...
Marcelo, Letizia e Felipe em Barcelona depois do atentado Foto: Getty Images
Depois da missa na basílica da Sagrada Família, Marcelo e António Costa deslocaram-se até ao mosaico de Joan Miró, que foi transformado num memorial em homenagem às vítimas, e também deixaram as suas mensagens de solidariedade. Terminaram a visita à cidade com um café simbólico entre o chefe de Estado e de Governo.

Letizia e Felipe de Espanha prestam homenagem às vítimas do atentado e visitam os sobreviventes
Rainha Letizia no Hospital de la Santa Creu e Sant Pau, em Barcelona, visita os sobreviventes do atentado nas Ramblas
Reis Felipe e Letizia no Hospital de la Santa Creu e Sant Pau, em Barcelona, visitam os sobreviventes do atentado nas Ramblas
Reis Felipe e Letizia no Hospital de la Santa Creu e Sant Pau, em Barcelona,após o atentado nas Ramblas
Reis de Espanha, Felipe e Letizia, no memorial às vítimas do atentado de Barcelona, nas Ramblas
Reis de Espanha, Felipe e Letizia, no memorial às vítimas do atentado de Barcelona, nas Ramblas
Reis de Espanha, Felipe e Letizia, no memorial às vítimas do atentado de Barcelona, nas Ramblas
Reis de Espanha, Felipe e Letizia, no memorial às vítimas do atentado de Barcelona, nas Ramblas
Letizia e Felipe de Espanha em Barcelona depois dos atentados
Letizia e Felipe de Espanha em Barcelona depois dos atentados
Letizia e Felipe de Espanha em Barcelona depois dos atentados
Letizia e Felipe de Espanha em Barcelona depois dos atentados
Letizia e Felipe de Espanha em Barcelona depois dos atentados
Letizia e Felipe de Espanha em Barcelona depois dos atentados
Letizia e Felipe de Espanha em Barcelona depois dos atentados
Espanha foi na quinta-feira palco de um duplo atentado terrorista, já reivindicados pelo Estado Islâmico - também conhecido por Daesh. Ao todo, 14 pessoas morreram e 130 ficaram feridas - 17 destes ainda estão em estado crítico. 

A carregar o vídeo ...
As duas vítimas portuguesas eram avó e neta, de 74 e 20 anos. As duas tinham acabado de chegar em Barcelona para passar uns dias de férias. Apenas tiveram tempo de dar entrada no hotel, avisar aos familiares que chegaram e saíram para um passeio nas Ramblas, uma das principais avenidas de Barcelona. Morreram neste atentado. A jovem era filha única. 

A carregar o vídeo ...

A carregar o vídeo ...

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;