Notícia

especial

Michael Jackson faria 60 anos! Recorde os maiores escândalos do Rei da Pop

A lenda de Michael Jackson será eterna... assim como as polémicas que protagonizou ao longo da sua extraordinária carreira.
29 de agosto de 2018 às 09:55
Os maiores escândalos de Michael Jackson
michael jackson
As cirurgias plásticas: Michael Jackson era gozado pelos irmãos quando eu era pequeno devido ao seu nariz. O cantor desenvolveu vários complexos com a sua aparência e fez tantas modificações ao rosto que já não parecia a mesma pessoa anos mais tarde.
As acusações de pedofilia: o nome de Michael Jackson ficaria para sempre manchado pelas acusações de Jordan Chandler, de 13 anos, e do seu pai, Evan Chandler, um dentista que exigiu uma fortuna de MJ e que se viria a suicidar anos mais tarde. A investigação foi inconclusiva e o caso nunca foi a tribunal. Anos mais tarde, MJ acabou por ser julgado numa 2.ª acusação de outro rapaz. Ficou provado em tribunal que estava inocente.
A relação com as crianças: a estranha relação de amizade que MJ desenvolveu com várias crianças ao longo da sua vida adulta originaram rumores de pedofilia. No entanto, vários amigos do cantor, como a atriz Elizabeth Taylor, eram da opinião de que a sua infância dedicada ao trabalho e os abusos que sofreu por parte do pai fizeram com que MJ regressasse à mentalidade de criança, divertindo-se genuinamente e de forma inocente com meninos pré-adolescentes.
A cor da pele: muitas pessoas pensam que Michael Jackson fez tratamentos à pele para ficar "branco" e renegar a origem afro-americana, mas o cantor sofria mesmo de uma doença chamada vitiligo, que lhe causava descoloração na pele e foi alastrando por todo o corpo.
O amigo macaco: Michael Jackson deu que falar quando se tornou inseparável do seu chimpazé, Bubbles, que salvou de um laboratório em 1985. O animal dormia num berço ao lado da cama de Jackson.
O 1.º casamento: Michael Jackson casou-se com Lisa Marie Presley, a filha de Elvis, em 1994, sem que se soubesse sequer que o casal namorava. Apesar de muitas pessoas dizerem que o casamento nunca chegou a ser consumado, Lisa Marie viria a dizer mais tarde: "Viviamos como um casal casado... e eramos sexualmente ativos". O casamento durou 2 anos.
Os gastos exacerbados da sua fortuna: os rumores de que gastava milhões sem pensar duas vezes confirmaram-se quando o cantor foi filmado num documentário a gastar 6 milhões de euros numa loja... numa questão de minutos. Apesar da fortuna estimada em 500 milhões de euros, os problemas financeiros viriam a ser uma constante no final da sua vida.
Câmara de oxigénio: dizia-se que o cantor dormia num tanque ligado a uma máquina de oxigénio. Pensa-se agora que o rumor foi inventado pelo próprio cantor.
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
Michael Jackson faria esta quarta-feira, dia 29 de agosto, 60 anos de vida. Seria uma data certamente muito celebrada em todo o mundo, já que o Rei da Pop era um dos mais influentes e populares artistas da história da música contemporânea.

Jackson deu os primeiros passos na música ao lado dos irmãos mais velhos, no grupo Jackson 5. Tinha apenas 6 anos. Depois de vários anos ao lado deles, onde aprendeu a dominar o palco como quem respira, Jackson lançou-se a solo aos 13 anos. Mas foi com o disco 'Off the Wall', de 1978, que Michael Jackson deu início ao seu astronómico sucesso – sem precedentes até então para um cantor a solo – e o resto é história.



Seguiram-se 20 anos de dezenas e dezenas de 'hits' intemporais como 'Billie Jean', 'Beat It', 'Bad', 'Smooth Criminal', 'The Way You Make Me Feel', 'Black or White' ou 'Earth Song'. 



Devido a uma personalidade diferente e aos seus gostos excêntricos, Jackson foi sendo cada vez mais atacado nos tablóides e as constantes histórias bizarras a seu respeito começaram a eclipsar a sua música, especialmente depois de ter sido acusado – e ilibado em tribunal – de pedofilia.

Recorde os principais escândalos na fotogaleria, em cima.

A sua morte, aos 50 anos, causada por uma overdose acidental de medicamentos para dormir, administrados pelo médico Conrad Murray – que foi condenado a 2 anos por homicídio involuntário – chocou o mundo no verão de 2009.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;