Notícia

Bronca

Novo escândalo: Amante acusa rei Juan Carlos de usá-la como "testa de ferro"

Nova polémica ensombra a família real de Espanha. Corinna zu Sayn-Wittgenstein resolveu contar segredos bem "cabeludos" e as acusações que faz a Juan Carlos são tão graves que a monarquia em Espanha volta a tremer.
12 de julho de 2018 às 17:10
A família real espanhola volta a passar por mais um escândalo. Depois da zanga em direto de Letizia com a sogra no final da missa de Páscoa, em Palma de Maiorca, da prisão de Iñaki Urdangarín, o rei emérito, Juan Carlos, volta  a estar no centro de nova polémica.

Esta semana o jornal 'El Español' publica o conteúdo de umas gravações de Corinna com o polémico comissário José Manuel Villarejo que colocou os espanhóis com os "cabelos em pé", tal a bronca que abala, mais uma vez, os Borbón.
 
A suposta ex-amante de Juan Carlos, a alemã Corinna zu Sayn-Wittgenstein acusou o rei emérito de a ter usado como testa de ferro para ocultar património e propriedades que possui no estrangeiro. Diz que o facto de possuir residência no Mónaco, país não é necessária fazer uma declaração pública de património, era muito conveniente ao antigo monarca.

"Não estava comigo porque me amava muito, mas sim porque resido no Mónaco", declarou a nobre de origem alemã. Assegura que está a ser "barbaramente pressionada", que o rei terá estado envolvido em esquemas ilegais de lavagem de dinheiro.

Aguarda-se agora que o rei emérito possa ser responsabilizado por atos do passado, caso se confirmem as acusações de Corinna zu Sayn-Wittgenstein. Esta, por sua vez, e perante a polémica já fez chegar um comunicado para o jornal britânico 'The Times', no qual se pode ler:

"Desde há uns tempos, que foi lançada uma campanha de descrédito com motivação política contra a minha pessoa. Sempre atuaei corretamente  e pretendo continuar a viver a minha vida de forma tranquila, com independência dos anos de assédio constante e tentativas de descrédito público devido ao um sem fim de notícias falsas. Tenho um enorme respeito pelas instituições  de Espanha, mas não posso permitir ser usada num conflito que não me diz respeito".

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável