Notícia

Justiça

Pinto da Costa, presidente do FC Porto, é arguido no processo dos mails

Presidente do FC Porto foi esta sexta-feira interrogado no DCIAP por ofensa à pessoa coletiva.
09 de novembro de 2018 às 20:39
Pinto da Costa é arguido no processo dos mails. O presidente do FC Porto foi esta sexta-feira interrogado no DCIAP por ofensa à pessoa coletiva, na sequência de uma queixa apresentada pelo Benfica.

Além de Pinto da Costa, também os administradores Adelino Caldeira, Fernando Gomes, Reinaldo Teles, José Américo Amorim e Rui Vieira de Sá foram constituídos arguidos pelo mesmo crime.

Também Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, é ainda arguido pelo crime de violação de correspondência.

Num esclarecimento publicado na página do DCIAP afirma-se que "no âmbito de inquérito que teve origem numa queixa apresentada pelo Sport Lisboa e Benfica, foram, hoje, constituídos e interrogados sete arguidos".

"Estes arguidos encontram-se indiciados pela prática do crime de ofensa a pessoa coletiva, estando, ainda, um deles indiciado pela prática crime de violação de correspondência", acrescenta-se.

A Benfica SAD diz ter sofrido prejuízos de milhões de euros na sequência da divulgação dos mails.

O Tribunal da Relação do Porto proibiu entretanto o Porto Canal de divulgar os referidos conteúdos obtidos ilicitamente.

Pinto da Costa esteve na manhã desta sexta-feira, durante cerca de 40 minutos, nas instalações do DCIAP, sem prestar declarações aos jornalistas.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável