Notícia

Eurovisão 2017

Salvador: O milagre do novo herói nacional

Vítima de um grave problema cardíaco, e com dores horríveis em Kiev, Salvador atuou com a ajuda da fé. “Estou habituado a cantar em condições extremas”, assume. Com uma voz única uma canção elogiada por toda a Europa, Salvador conquistou, pela primeira vez, o Festival da Eurovisão. O seu milagre está a causar comoção.
Por Isabel Laranjo | Sandro Arruda | Carolina Pinto Ferreira | 14 de maio de 2017 às 15:40
Salvador Sobral no Festival da Eurovisão
Salvador Sobral passou a final do Festival da Eurovisão, o que já não acontecia há 7 anos a um cantor português
Salvador Sobral em Kiev
Salvador e Luísa Sobral em Kiev
Salvador Sobral é um dos preferidos no Festival da Eurovisão
Salvador SObral interpretou a música 'Amar por Dois'
Salvador Sobral venceu o festival da canção da RTP
Salvador enfrenta graves problemas de coração
Apesar dos problemas de saúde, o cantor atuou no Festival da Eurovisão
Salvador Sobral
O cantor com a irmã, Luísa Sobral, autora do tema 'Amar pelos Dois', após Salvador se ter sagrado vencedor do Festival RTP da Canção 2017
Salvador Sobral com a irmã, Luísa Sobral, nos bastidores do Festival da Canção
Salvador Sobral e Luísa Sobral quando ainda esperavam pelos resultados do Festival da Canção. Apesar disso, estiveram sempre descontraídos, durante o concurso, que Coliseu dos Recreios, em Lisboa
Salvador e Luísa Sobral a celebrarem a vitória no Festival da Canção RTP
"Gostei tanto da música dos Sobral! Top! Top! Top!", escreveu José Carlos Malato nas redes sociais, que foi um dos apresentadores do Festival da Canção de 2017
Salvador Sobral
salvador sobral
Salvador Sobral
Salvador Sobral
Salvador Sobral
salvador sobral
salvador sobral
salvador sobral
salvador sobral
Salvador Sobral e Luísa Sobral
Salvador Sobral e Luísa Sobral
Salvador Sobral, luísa sobral, festival da canção
malato, salvador luísa sobral

Mais de um milhão de portugueses acompanharam a atuação de Salvador Sobral, um número inédito sendo que longe estavam os tempos áureos do Festival da Canção RTP, que celebrizou nomes como Simone de Oliveira, António Calvário, Paulo de Carvalho, Fernando Tordo ou Tonicha.

O jovem de 27 anos conseguiu voltar a prender os espectadores ao ecrã para verem o festival. E, ao fim de sete anos, em Kiev, conseguiu também apurar a canção que representa Portugal, o tema 'Amar pelos Dois', para a final da Eurovisão. A sua forma singular de cantar, os gestos, e sobretudo a voz límpida levaram-no a ser um dos principais candidatos à vitória, na Ucrânia.

A carregar o vídeo ...

PREPARADO E SEM MEDO DA MORTE

Salvador Sobral espera, a qualquer momento, por um transplante cardíaco. Algo que gera preocupação e compaixão entre os admiradores do jovem. O cantor está ciente do risco de vida que corre. Em declarações ao site FLASH!, um familiar esclareceu que Salvador terá de receber um coração novo, no prazo limite de um ano. Ele conforma-se com o que para ele estiver reservado. "Se morrer amanhã, morro feliz. Estou tranquilo comigo próprio para o que der e vier", afirmou no programa 'Alta Definição'. "Se acontecer alguma coisa amanhã... fiz tudo o que queria fazer."

A carregar o vídeo ...

MÉDICO ACOMPANHA-O EM KIEV

Entre a comitiva portuguesa em Kiev está presente um médico "apenas por segurança e conforto", explica fonte da RTP. Salvador Sobral tem que controlar a ansiedade e o cansaço e, nos últimos dias, segundo a mesma fonte, já deu mais de 30 entrevistas a meios de comunicação de vários países. Na Internet, é também um fenónemo. A sua música foi a mais pesquisada e a sua interpretação a mais vista.

A carregar o vídeo ...

Salvador apoia-se numa grande fé e mostra o seu lado mais solidário. Durante a conferência de imprensa, vestiu uma camisola com a frase "SOS Refugees", num apelo ao apoio para com todos os que fogem da morte, no Médio Oriente.

FÉ EM DEUS ANIMA-O TODOS OS DIAS
 
Salvador Sobral, que teve uma educação religiosa, no colégio Salesianos, de Lisboa, é crente. E a doença fê-lo encarar a vida de modo diferente. Acredita que irá ultrapassar este problema e valoriza os pequenos momentos de todos os dias. "Esta doença que tenho é um problema pequenino e, na verdade, será o único que tenho na minha vida. Mesmo que não resolúvel totalmente, é possível lidar com ele", diz, com esperança. "Sinto-me verdadeiramente feliz, porque se há um dia em que acordo e estou a sentir-me plenamente bem, consigo respirar bem, estou bem, já ganhei o dia. A partir daí, só podem acontecer coisas boas! Temos de deixar ver o que a vida nos pode trazer", afirma, com a aceitação própria de quem se apoia na fé em Deus.

Leia toda a história na TVGuia nas bancas esta sexta-feira.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;