Notícia

Esperança

Salvador Sobral está a recuperar bem do transplante e poderá passar Natal a casa

Aos 27 anos de idade, o cantor renasceu, a cirurgia foi um êxito e está a reagir bem aos tratamentos. A seu lado tem tudo para ser feliz: a família que tanto ama e a namorada franco-belga, que só deixaram o hospital quando ele acordou.
Por Isabel Laranjo | 18 de dezembro de 2017 às 12:11

Jenna Thiam, de 26 anos de idade, a namorada franco-belga de Salvador Sobral foi das presenças mais notadas, no hospital de Santa Cruz, em Carnaxide. A atriz esteve algum tempo afastada, por estar a filmar em Capri, Itália, mas neste momento fulcral da vida do namorado não deixou de estar presente. Com Jenna estava também a família mais chegada do cantor: a mãe, Luísa Sobral, e a irmã, a cantora com o mesmo nome.

Todas estas figuras são fundamentais na vida do intérprete de 'Amar Pelos Dois'. A irmã, que em breve lhe dará outro sobrinho – já é mãe de José, de apenas um aninho – sempre foi muito chegada ao irmão que é mais novo e é a autora do tema que fez com que Salvador conseguisse trazer para Portugal o troféu Eurovisão da Canção. Um feito nunca antes alcançado, que faz com que seja imitado em muitos 'talent shows' pela Europa, e adorado no nosso país.

A carregar o vídeo ...

RECUPERAÇÃO LENTA E VIDA LIMITADA

A vida de Salvador Sobral recomeçou na sexta-feira, 8 de Dezembro, quando recebeu, finalmente, um novo coração. Desta vez estavam reunidas todas as condições para o transplante ser realizado: um coração compatível e o paciente em boas condições orgânicas para ser sujeito à delicada intervenção cirúrgica, que durou cerca de quatro horas. Um momento único, dado que já tinha surgido um coração compatível no final de Setembro, tal como a 'TV Guia' publicou em primeira mão, mas nessa altura, o cantor estava bastante debilitado e não pode recebê-lo.

Desta vez, tudo é diferente. Salvador está a recuperar bem mas tudo tem de ser feito com muita calma. As visitas são muito limitadas nos cuidados intensivos do hospital, e nos primeiros dias não pode haver contacto directo entre o doente e os familiares. Nos primeiros dias, as visitas foram feitas através de um vidro, para que Salvador não corresse o risco de ser contaminado por algum vírus ou bactéria. Nesta altura, uma simples constipação poderia ser fatal. Mas a recuperação está a correr pelo melhor e, caso tudo se mantenha sem sobressaltos, Salvador poderá mesmo passar o Natal em casa, junto dos seus.

Toda a história na edição desta semana da 'TV Guia', já nas bancas.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável