Notícia

Polémica

Se os amores e traições de Boris Johnson são polémicos, nem imagina como é a história de Carrie Symonds, a 'primeira-namorada'

Todos os olhos estão agora voltados para a jovem de 31 anos, antiga diretora de comunicação do partido conservador, que conquistou o coração do primeiro-ministro britânico.
25 de julho de 2019 às 18:47
Enquanto o novo primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, discursava no número 10 de Downing Street esta quarta-feira, 24, uma figura chamava atenção do outro lado da rua: Chama-se Carrie Symonds e pode tornar-se primeira-dama britânica em breve. 

A nova namorada de Boris, com quem mantem uma relação de cerca de um ano - assumida logo após o seu divórcio no ano passado -, está a dar que falar em Londres. Com 24 anos de diferença de idades (ela tem 31), a jovem tem um passado regado a traições. Ao lado do primeiro-ministro foi protagonista de uma cena de gritos no seu apartamento, que levou os vizinhos a chamarem a polícia. Mas dias depois o casal foi fotografado a comprar um anel em Notting Hill. 

A expectativa é que Carrie torne-se uma das mulheres mais influentes do Reino Unido... e já está a ser comparada a Melania Trump

Boris é conhecido pelas polémicas com as ex-mulheres e amantes, pelos casos de infidelidade. Um cenário que Carrie parece estar habituada após ter visto as várias histórias que rondam a sua família, de acordo com o 'The Sun'. 

Carrie é fruto de um caso extraconjugal entre o seu pai, Matthew, cofundador do diário 'The Independent', e de Josephine McAfee, uma das advogadas do jornal. Ambos eram casados quando Josephine engravidou. 

A jovem foi criada pela mãe, agora com 70 anos, enquanto o pai, 64, preocupava-se apenas com a pensão de alimentos, dizem fontes próximas da "primeira-namorada" britânica.

Carrie estudou na escola privada só para meninas Godolphin e Latymer School, em Londres, onde também andou a chef de cozinha Nigella Lawson e a atriz Kate Beckinsale.

O ensino superior também foi de prestígio, na Universidade Warwick, onde estudou Teatro e História da Arte, o que fez com que tentasse uma carreira como atriz após a licenciatura. Carrie participou em algumas produções amadoras e chegou à fase final do casting de 'Expiação', de Joe Wright, mas perdeu o papel. Foi quando virou-se para a política no gabinete de comunicação do partido conservador. 

Um dos seus principais trabalhos no partido foi a ajudar Boris a ser reeleito presidente da câmara de Londres, em 2012. A jovem foi promovida a diretora de comunicação do partido aos 29 anos, mas acabou por desistir do trabalho quando foi acusada de "abusar" das despesas de taxis e restaurantes, mesmo quando não estava a trabalhar.

A relação de Carrie e Boris terá começado quando o político ainda estava casado com Marina Wheeler, de quem se divorciou no ano passado após 25 anos de casamento (que também começou após uma traição a Allegra Mostyn-Owen). 

...
Boris Johnson e Marina Wheeler

Carrie fazia todo o esforço para manter a relação secreta. Segundo fontes próximas, "ela pintou o cabelo, mudou de morada, ignorava todas as chamadas, congelou as redes sociais e ficava longe de qualquer lugar onde pudesse haver câmaras" para evitar os paparazzi. Apesar de alguns amigos negarem quem ela "tenha acabado com o casamento deles", um dia após o anúncio do divórcio Boris e Carrie foram vistos juntos. 

Pouco antes de Boris substituir Theresa May foi noticiado que o político e a nova namorada tinham comprado uma mansão de 1,3 milhões de libras (1,4 milhões de euros) em Londres. A expectativa agora é que Carrie mude-se para Downing Street este fim de semana e continue a trabalhar na organização sem fins lucrativos Oceana, em campanhas de proteção do meio ambiente. 

Se os rumores estiverem corretos, esta não será a primeira vez da família de Carrie em Downing Street. Os britânicos acreditam que o seu bisavô é Herbert Asquith, que foi primeiro-ministro de 1908 a 1916. A sua avó, Anne, é fruto de uma relação extraconjugal entre o antigo líder do Partido Liberal e a mulher de um antigo herói da primeira guerra. Mais tarde, Anne teve uma relação com o jornalista casado John Beavan, com quem teve Matthew Symonds, o pai de Carrie Symonds.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável