Notícia

Escândalo

Tragédia: o filho morto da presidente da Raríssimas

O filho mais velho da presidente da Raríssimas nasceu com a rara síndrome de Cornelia de Lange. Faleceu quando tinha 16 anos. Toda a história de um drama que permaneceu em silêncio... até agora.
Por Isabel Laranjo | João Bénard Garcia | 17 de dezembro de 2017 às 16:15
...
Tragédia: o filho morto da presidente da Raríssimas

Paula Brito e Costa tinha 33 anos de idade e vendia jornais, tabaco e lotarias num quiosque de rua, nas Avenidas Novas, em Lisboa. Era uma mulher endurecida por 11 anos de convívio com uma estranha síndrome. O filho mais velho, Marco, sofria de Cornelia de Lange. Além do atraso cognitivo e do rosto alterado – próprio da doença – Marco, padecia de vários problemas de saúde associados à síndrome de Cornelia de Lange.

À época, Paula procurava na internet associações e médicos que pudessem entender a rara síndrome que afectava Marco. O menino vivia alheio ao que se passava à sua volta, entre brincadeiras e o que ia aprendendo na escola, também aí limitado pelo seu défice cognitivo. 

Quem é Paula Brito e Costa, a presidente da Raríssimas?
Paula Brito e Costa, presidente da Raríssimas.
Paula Brito e Costa
Um abraço entre Paula Brito e Costa e a antiga primeira-dama, Maria Cavaco Silva.
O antigo Diretor-Geral de Saúde, Francisco George, com Paula Brito e Costa, agora acusada de se ter apropriado de dinheiros da associação Raríssimas.
Um discurso de apoio de Maria Cavaco Silva à Associação Raríssimas.
Paula Brito e Costa teve o primeiro filho com 21 anos. Marco nasceu com Síndroma de Cornelia de Lange, uma doença raríssima.
Paula Brito e Costa com a rainha Letízia de Espanha e Maria Cavaco Silva, durante uma visita de Letízia a Portugal.
A presidente da Raríssimas durante uma palestra, com a rainha espanhola e a antiga primeira dama Maria Cavaco Silva, na Gulbenkian.
O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, e o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, numa visita à Raríssimas.
Paula Brito e Costa no intervalo de um debate sobre doenças raras.
Vieira da Silva descerra a lápide com o seu nome, na sede da Associação Raríssimas.
O ministro da Saúde e o Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social na Casa dos Marcos.
A Casa dos Marcos, que acolhe cidadãos com doenças raras em várias valências, na Moita.
Maria Cavaco Silva sempre apoiou a causa de Paula Brito e Costa.
A inauguração da Casa dos Marcos, em 2005.
A presidente da Raríssimas, em 2009, durante uma entrevista para o Correio da Manhã.
Paula Brito e Costa, diretora da Raríssimas
Raríssimas, escândalo
Paula Brito e Costa
Raríssimas, escândalo
Raríssimas, escândalo
Raríssimas, escândalo
Raríssimas, escândalo
Raríssimas, escândalo
Raríssimas, escândalo
Raríssimas, escândalo
Raríssimas, escândalo
Raríssimas, escândalo
Raríssimas, escândalo
Raríssimas, escândalo
Raríssimas, escândalo
Raríssimas, escândalo
Raríssimas, escândalo
Paula Brito e Costa

O marido foi seu treinador de artes marcias e chegou a trabalhar num dos mais afamados bares de striptease de Lisboa. O casal tem ainda outro filho, a quem Paula designa, hoje em dia, como "o herdeiro da parada".

AMEAÇAS A FUNCIONÁRIOS

Educada mas sem ser licenciada, tendo somente frequentado o curso superior de Filosofia, Paula era outra pessoa. Pelo menos a avaliar pelas imagens em que se vê Paula, na actualidade, completamente fora de si e aos gritos, avisando para quem a quisesse ouvir: "é melhor não comprarem uma briga comigo!"

Presidente da Raríssimas: Tratada por 'Doutora' sem o ser
Raríssimas, Paula Brito e Costa
Raríssimas, Paula Brito e Costa
Raríssimas, Paula Brito e Costa
Raríssimas, Paula Brito e Costa
Raríssimas, Paula Brito e Costa
Raríssimas, Paula Brito e Costa
Paula Brito e Costa
Raríssimas, Paula Brito e Costa
Raríssimas, Paula Brito e Costa
Raríssimas, Paula Brito e Costa
Raríssimas, Paula Brito e Costa
Raríssimas, Paula Brito e Costa
Raríssimas, Paula Brito e Costa
Raríssimas, Paula Brito e Costa
Raríssimas, Paula Brito e Costa
Raríssimas, Paula Brito e Costa
Raríssimas, Paula Brito e Costa
Raríssimas, Paula Brito e Costa

Ana Leal, responsável pela investigação sobre o caso Raríssimas, apresentado no Jornal das 8, da TVI, partilha desta ideia. "Conheço-a há cerca de 20 anos, porque a entrevistei nessa altura, e fomos sempre mantendo algum contacto. Se calhar é a mesma pessoa, nós é que desconhecia-mos esta faceta da Paula", avança a repórter, que também ficou "muito admirada" quando viu este vídeo.

Incentivada pelo médico Luís Nunes, que durante vários anos foi consultor médico da associação, Paula fundou a Raríssimas em 2002. Em 2004, Marco completava 16 anos de idade e deixou de haver escola para o acolher. O menino terá dito à mãe: "Se não há uma escola para mim, então faz-me uma escola". E foi esta a inspiração para Paula Brito da Costa construir a Casa dos Marcos, localizada na Moita.

Famosos visitam Casa dos Marcos da Raríssimas na Moita
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
Paula Brito e Costa
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas
casa dos marcos, raríssimas


A MORTE DO FILHO DEFICIENTE

Marco faleceu pouco depois deste pedido que fez à mãe. A Casa dos Marcos foi inaugurada sensivelmente 10 anos mais tarde, em Novembro de 2013. Por esta altura Paula já era uma mulher diferente, a que se conhece hoje.

Bem vestida, altiva e que, como descreveram funcionários da associação, os obrigava a levantar de cada vez que ela passasse.  "Não, não nascemos todos iguais. Não, não somos todos iguais", ouve-se ainda num dos vídeos agora divulgados.

As imagens comprometedoras de Paula Brito e Costa e Manuel Delgado
Raríssimas, Paula Brito e Costa, Manuel Delgado
Raríssimas, Paula Brito e Costa, Manuel Delgado
Raríssimas, Paula Brito e Costa, Manuel Delgado
Raríssimas, Paula Brito e Costa, Manuel Delgado
Raríssimas, paula brito e costa, manuel delgado
Raríssimas, Paula Brito e Costa, Manuel Delgado
Raríssimas, Paula Brito e Costa, Manuel Delgado
Raríssimas, Paula Brito e Costa, Manuel Delgado
Raríssimas, Paula Brito e Costa, Manuel Delgado
Raríssimas, paula brito e costa, manuel delgado

Houve um político muito influente a dada altura deste percurso de Paula Brito Costa: o agora ex-secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado.

Mas outros influentes fazem parte do rol de conhecidos/amigos da mulher. São os casos do atual ministro Vieira da Silva, a deputada Sónia Fertuzinhos, Leonor Beleza, Maria de Belém Roseira, Roberto Carneiro, Graça Carvalho, Teresa Caeiro ou o banqueiro Fernando Ulrich. A figura cimeira era Maria Cavaco Silva, madrinha da Raríssimas. 

Até Letizia visitou Casa dos Marcos da Raríssimas


Leia a reportagem completa, na edição desta semana da TV Guia, já nas bancas. 

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;