Notícia

Casas Reais

Com marido preso em Badajoz, infanta Cristina muda-se para Lisboa

Com a prisão do marido, a irmã do Rei Felipe vem morar com os filhos para Portugal, deixando a Suíça onde têm vivido. Cristina fica assim mais perto de Iñaki, preso em Espanha.
14 de junho de 2018 às 18:51

Iñaki Urdangarin, o marido da irmã do Rei de Espanha, está a poucos dias para se encaminhar para a prisão e cumprir a pena de 5 anos e 10 meses a que foi condenado pelo Tribunal Supremo, no caso Nóos.

O Tribunal de Palma de Maiorca estipulou na quarta-feira, 13, 5 dias para o cunhado do rei de Espanha se entregar no estabelecimento prisional à sua escolha.


A imprensa espanhola avança com a presídio de Badajoz como um dos mais prováveis para Iñaki cumprir a pena estipulada pelo tribunal.

Dependente dessa decisão está o futuro da infanta Cristina e dos filhos. Segundo o diário espanhol 'El País', a filha de Doña Sofia e Juan Carlos tem 2 opções em cima da mesa: "A infanta pode, por um lado, ficar em Genebra onde trabalha para a Fundação Aga Khan — que é grande amigo do rei Juan Carlos — e onde estudam os seus quatro filhos menores e, por outro, instalar-se em Portugal onde há outra sede do seu atual emprego e assim ficar mais próxima de Espanha. Esta opção será mais viável se Urdangarin ingressar numa cadeia da Extremadura."

E a imprensa do país vizinho dá Badajoz, como o destino mais provável, junto da fronteira com Portugal e com uma população prisional reduzida – cerca de 500 reclusos. Até há pouco tempo, era igualmente uma das poucas prisões com celas individuais.

Exposta, abandonada e triste, Cristina de Bórbon vai contar agora apenas com o amor dos filhos, da rainha Sofia e da infanta Elena. O seu marido vai ficar preso em Espanha.

Ilibada da suspeita de evasão fiscal no caso Nóos, Cristina terá de pagar uma multa de 265 mil euros, depois do tribunal entender que a irmã de Felipe VI beneficiou dos crimes cometidos pelo marido.

 Com o escândalo do 'Caso Nóos', os reis de Espanha, Felipe e Letizia afastaram-se do casal bem como o rei emérito Juan Carlos. A força encontrava-a no seu marido, o amor da sua vida de quem nunca se quis divorciar, apesar dos pedidos do rei emérito Juan Carlos por causa do escândalo financeiro. Cristina preferiu ser afastada da Casa Real a separar-se de Iñaki e os últimos anos têm vivido um para o outro e para os filhos.

Agora, com a sentença, Cristina poderá mudar-se para Lisboa, com os quatro filhos. A família tem estado exilada em Genebra, Suíça, mas segundo a imprensa espanhola, a infanta Cristina prefere Portugal, ao país vizinho. Uma terra que lhe é querida, e que sempre fica mais perto do marido agora condenado a 5 anos e 10 meses de prisão.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável