Notícia

Polémica

Começou a guerra entre os herdeiros de João Gilberto. Polémicas, traições e "roubos" na vida do pai da bossa nova

Marcelo e Bebel Gilberto viraram as costas há cerca de dois anos, mas os conflitos ganham uma nova dimensão após a morte do pai da Bossa Nova.
09 de julho de 2019 às 17:33
O pai da Bossa Nova foi enterrado esta segunda-feira, 8, em Niterói, no Rio de Janeiro, depois de uma série de homenagens em todo o mundo e na presença de amigos, fãs e parte da família. Agora, tal como aconteceu em toda a sua vida, espera-se uma longa batalha judicial entre os seus filhos pelos direitos de autor de um dos maiores artistas do século XX, que dividiu a música brasileira em "antes e depois" e deixou marcas no jazz. 

João Gilberto é pai de João Marcelo, de 59 anos de idade, fruto do primeiro casamento, com a cantora Astrud, de Bebel, de 53 anos, do segundo casamento do cantor, com a também cantora Miúcha, irmã de Chico Buarque, e de Luísa, de 15 anos, da relação com a socialite Cláudia Faissol. 

Antes mesmo de o pai começar a ser velado, Marcelo já criticava no Facebook, entre palavrões, a organização da última homenagem ao pai. Marcelo vive nos Estados Unidos e não regressou ao Brasil nos últimos dias em protesto contra a irmã Bebel.

"O dinheiro faz com que as pessoas façam coisas feias. Os narcisistas podem fazer uma bela performance. Pelo menos ele sabia que eu o amava e nunca quis tirar nada dele, só ajuda. Ainda bem que estou longe deste show de merda. Prefiro lembrar-me dele como era em vida, longe dos abutres. Tínhamos um laço muito próximo, único. Ele sabia que, pelo menos comigo, estava a salvo", disse Marcelo numa das publicações. Pelo contrário, Bebel apenas publicou uma fotografia ao lado do pai no domingo, falando de como eles costumavam sorrir.

Para falar da guerra entre Marcelo e Bebel Gilberto, que apenas estiveram unidos contra uma das últimas companheiras de João Gilberto, Cláudia Faissol, mãe da filha mais nova do cantor, é preciso recuar a 1964, onde começam todas as "conspirações". 

...
Chega de Saudade

As traições com o nascimeno da Bossa Nova

A 10 de julho de 1958 a interpretação de João Gilberto da canção da dupla Vinicius e Tom 'Chega de Saudade' mudou para sempre a música brasileira. Embora chamasse o tema de samba-canção, João foi considerado a partir daqui "pai da Bossa Nova" e o sucesso levou-o aos grandes palcos dos Estados Unidos.

...
João Gilberto com a primeira mulher, Astrud, com quem foi casado de 1959 a 1964 e a relação acabou depois da histórica gravação de 'Garota de Ipanema', com o saxofonista Stan Getz. O músico de jazz e Astrud tiveram um caso extra-conjugal enquanto João Gilberto lutava pelos direitos das gravações do disco
Em 1963, João Gilberto junta-se ao saxofonista Stan Getz para gravar o icónico 'Getz/Gilberto', com as interpretações de 'Corcovado' e 'Garota de Ipanema' que tornou o norte-americano no músico de jazz mais bem pago da História.

Getz gasta a fortuna numa mansão em Nova Iorque, drogas, álcool e recebe durante anos royalties pelas canções que gravou com João, mas ele nem gostava de Bossa Nova. O "golpe" não acaba aqui. Getz ainda vive um romance extraconjugal com a mulher de João Gilberto, Astrud, de acordo com a edição brasileira do 'El País', o que acaba por resultar na separação dos dois no ano a seguir, em 1964. 

...
Stan Getz
A crise familiar coincide com o início de uma luta em tribunal com a então editora Odeon (agora Emi-Odeon) para obter os direitos das gravações originais dos seus três primeiros álbuns, uma disputa que se arrasta durante décadas e marca quase toda a vida do cantor. 

Já nos anos 2000, João Gilberto é diagnosticado com um transtorno obsessivo-compulsivo, o que se reflete no comportamento no palco e fora dele. Conhecido por ser perfeccionista, o cantor sofre com as regravações do seu trabalho e acaba por se afastar do público, há quem diga também que são as produtoras que se afastam dele por causa das atitudes inesperadas. 

Antes de fazer 80 anos, em 2010, a sua penúltima companheira, a socialite Cláudia Faissol (com quem viveu depois de Astrud e de Miúcha), chegou a marcar uma pequena digressão pelo Brasil para comemorar o aniversário do cantor, mas os concertos foram cancelados pouco depois de anunciados e de João Gilberto receber um milhão de reais (cerca de 233 mil euros, no câmbio atual) de adiantamento, que nunca devolveu à produtora, mesmo depois de um tribunal determinar que o cantor tinha de pagar à empresa.

...
Cláudia Faissol, a penúltima companheira de João Gilberto, e a filha, Luísa, agora com 15 anos
Ainda ao lado de Cláudia, João Gilberto concorda numa estratégia para resolver a guerra antiga que tem com a editora. O cantor concorda em ceder 60% dos direitos autorais dos seus três primeiros discos ao banco Opportunity, em troca 200 milhões de reais (cerca de 46 milhões de euros), recebendo de adiantamento cinco milhões de reais (1 milhão de euros).

O caso acaba por ter um desenvolvimento em 2013: a editora continua a ter os direitos dos álbuns em questão, mas João Gilberto pode usar as gravações originais. O banco quer então avançar com grandes campanhas publicitárias mas precisa da autorização de João Gilberto para a remasterização dos álbuns, o que não acontece, mesmo com a pressão da família.

Nesta altura, João Gilberto vive isolado numa suite do Copacabana Palace, paga pelo banco, mal vê os filhos, não dá entrevistas e as dívidas... Niguém consegue prever qual é o valor certo. Sem resposta, a instuição financeira fecha a torneira e João muda-se para um apart-hotel no Leblon, que vai ser alvo de mais um processo depois de alguns objetos do imóvel desaparecerem misteriosamente.

Guerra com os filhos

Quando os filhos de João Gilberto pedem investigação às finanças do pai as descobertas são chocantes, o cantor deve 160 mil reais (37 mil euros) de contas pessoais e mais 1,5 milhão de reais (350 mil euros) pelo cancelamento de espetáculos. Mais, não há indicações de que o cantor tivesse realmente esta fortuna antes de gastar.

...
João Marcelo Gilberto
Até aqui, Marcelo e Bebel eram uma frente unida contra a decisão de João Gilberto de fazer um acordo com o banco Opportunity e culpam Cláudia de ter influenciado esta decisão.

Em novembro de 2017 uma notícia choca o mundo. Bebel ganha em tribunal o direito de interditar as contas do pai, uma decisão que a colocou de vez em guerra com irmão Marcelo, que vive nos Estados Unidos, e garante não ter estado envolvido nesta "manobra da irmã".

...
Bebel Gilberto com o pai e a mãe, Miúcha, irmã de Chico Buarque. Miúcha foi casada com o músico de 1965 a 1971
A imprensa brasileira fala que João Gilberto deixa de abrir a porta para a filha mais velha e Marcelo conta no Facebook que teve de arrombar a porta da casa do pai. "Tentei convencer o meu pai a deixar-me ajudá-lo a tomar o controlo da sua situação financeira, e até tentei fazer uma gravação profissional dele em casa, mesmo sabendo que seria muito improvável que isso acontecesse", escreveu Marcelo em 2018, acrescentando que João Gilberto tinha sido "isolado e alienado" da sua família. 

...
João Gilberto com a sua última companheira, a luso-moçambicana Maria do Céu, com quem não chegou a casar
Meses depois, Marcelo consegue continuar a visitar o pai no Rio de Janeiro, que entretanto já tem outra companheira, a luso-moçambicana Maria do Céu Harris, e que esteve com o cantor até o último dia de vida, sábado, 6 de julho. É Marcelo, aliás, quem mostra os últimos momentos de vida do pai através de uma conta de Facebook da sua filha de 3 anos, Sofia.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Manuel Baptista Há 5 dias

Deviam criar legislação e/0u organismo protetor destes "grandes" ! Na maioria dos casos - e há muitos exemplos - só "vivem" para as suas obras!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável