Notícia

Mundo

Jim Carrey acusado de introduzir a ex-namorada no mundo da "cocaína, prostitutas e doenças"

A ex-namorada do ator escreveu uma carta agora descoberta onde se queixa dos abusos do protagonista de 'A Máscara'. Cathriona White cometeu suicídio há 2 anos.
02 de outubro de 2017 às 15:03
Encontrada carta em que ex-namorada de Jim Carrey faz graves acusações sobre o ator
Jim Carrey
Jim Carrey
Jim Carrey
Jim Carrey
Jim Carrey
Jim Carrey
Jim Carrey
Jim Carrey
Jim Carrey
Jim Carrey
Jim Carrey
Jim Carrey
Jim Carrey
Jim Carrey
Uma carta da ex-namorada de Jim Carrey foi agora encontrada para assombrar a vida do ator e humorista norte-americano.

Muito já se falou sobre o relacionamento turbulento de Jim Carrey e Cathriona White que terminou em 2015 e terá sido uma das razões pelas quais a jovem de 30 anos tornou-se depressiva e que a terá levado a cometer suicídio a 28 de setembro do mesmo ano.

Na carta, escrita a 8 de abril de 2013 (numa das várias vezes em que estiveram separados) e agora descoberta no iPad de Cathriona, a jovem acusa o ator de a expor à "cocaína, prostitutas, abuso mental e doenças sexualmente transmissíveis".


Jim Carrey vai a tribunal pela morte da namorada
Jim Carrey e Cathriona White
Jim Carrey e Cathriona White
Cathriona White
Cathriona White
Cathriona White
Cathriona White
jim carrey
jim carrey
jim carrey
jim carrey
jim carrey
jim carrey
Segundo o 'Daily Mail', em abril de 2013 ela e Jim Carrey estavam separados porque ela supostamente o confrontou com um teste de herpes que deu positivo, ao que o ator terá respondido que nunca teve a doença e que ela teria contraído antes de eles andarem juntos.

"Deste-me HSV [herpes-vírus simples] e HPV [vírus do papiloma humano]. Quero que peças desculpa. Quero que entendas que por insignificante que isso pareça, pode arruinar a vida de uma rapariga", lê-se no texto.

"Quero que tenhas cuidado quando estiveres com outras mulheres e tenhas atenção ao seu corpo. As suas ações afetam as pessoas", continua.


...
Jim Carrey leva caixão da ex-namorada
A maquilhadora e atriz irlandesa confessa depois que antes de Jim Carrey "não tinha muito, mas tinha respeito. Era uma pessoa feliz".

"Amava a vida, era confiante, sentia-me bem na minha pele e tinha orgulho da maior parte das decisões que tomava. Conheci-te e apresentaste-me a cocaína, prostitutas, abuso mental e doenças. Houve coisas boas, mas estarmos juntos quebrou-me enquanto pessoa, Jim", lamenta.

A carta foi descoberta pelos advogados da família de Cathriona, que está a mover um processo contra o ator por este alegadamente ter dado à jovem os comprimidos que utilizou para cometer suicídio. Jim terá adquirido os remédios sob um nome falso, diz a família de Cathriona.

Além disso, a família também alega que Jim Carrey colocou Cathriona em risco de contrair uma DST sem a avisar. 

Jim afirma que chegou a um acordo sigiloso com Cathriona e o seu advogado, Filippo Marchino, em 2013, por causa das acusações de lhe ter passado doenças, facto que agora acredita ter sido um erro, mas não diz qual foi a quantia que terá pago à jovem. "Não vou ceder novamente", diz o ator, acreditando que a mãe de Cathriona quer extorquir mais dinheiro.

O ator terá de responder em tribunal pela morte da ex-namorada no próximo ano.


Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;