Notícia

Polémica

Luxo e drogas! Venceu a lotaria, gastou tudo num ápice e agora chora pelo filho deficiente

Jovem estoirou mais 2 milhões de euros em roupas, cirurgias e cocaína. Sem poupanças lamenta-se por não conseguir garantir todos os apoios ao filho de seis anos, que sofre de paralisia cerebral.
18 de agosto de 2018 às 18:26
Jovem inglesa fica sem um tostão depois de estoirar 2 milhões da lotaria
Callie Rogers venceu a lotaria no Reino Unido com apenas 16 anos
Aos 31, a jovem inglesa queixa-se por não ter poupado a fortuna que ganhou
Callie é mãe de Blake, de seis anos, que sofre de paralisia cerebral
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
A jovem inglesa, de 31 anos, com os dois filhos
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers venceu a lotaria no Reino Unido, em 2003
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Callie Rogers
Aos 16 anos, Callie Rogers viu a sorte bater-lhe à porta ao ganhar mais 2 milhões de euros na loteria do Reino Unido e ao consagrar-se como a mais jovem vencedora do respectivo prémio.

A fortuna da jovem inglesa foi gasta em luxos e drogas. Cerca de 20 mil euros em cirurgias ao peito, 300 mil em cocaína e roupas.
Callie teve um gesto de bondade ao doar cerca de 500 mil euros a familiares e amigos íntimos.

...
Callie Rogers venceu a lotaria no Reino Unido, em 2003 Foto: Instagram
Hoje, sem dinheiro queixa-se que não tem meios para cuidar do filho, Blake, de 6 anos de idade que sofre de paralisia cerebral. A criança não consegue andar, falar ou comer sem ajuda de terceiros.

Arrependida pela má gestão que fez do prémio, a inglesa, de 31 anos, lamenta não poder ajudar o filho como tanto desejaria.

"Nunca fui uma pessoa de comprar roupas caras ou carros de luxo, mas é meu grande lamento é não ter o dinheiro para o Blake", começa por revelar em entrevista ao jornal britânico, Daily Mail.

...
Callie é mãe de Blake, de seis anos, que sofre de paralisia cerebral Foto: Instagram
"Ele ama a estimulação sensorial. Se eu tivesse o dinheiro, oferecia-lhe uma grande sala sensorial", acrescenta.

Sem companheiro e sem dinheiro, Callie começou a trabalhar como assistente, após ter terminado a formação em Serviço Social, e ganha por mês cerca de 600 euros.

"Os meus filhos não me pedem nada de extraordinário. No final de cada mês normalmente fico com algum dinheiro para lhes oferecer alguns presentes, mas se quisesse não conseguia comprar um carro novo", explica à mesma publicação.

...
A jovem inglesa, de 31 anos, com os dois filhos Foto: Instagram
A sorte parece ter fugido à jovem inglesa, que há cerca de uma semana foi brutalmente agredida por duas mulheres, que entretanto admitiram o caso de violência.

Nas redes sociais, Callie Rogers partilha vários momentos ao lado dois filhos, em especial, com a criança deficiente que necessita de cuidados redobrados.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável