Notícia

Polémica

O velhinho George Bush apalpou rabo de atriz. Ex-presidente já pediu desculpas

O antigo presidente dos EUA e pai de George W. Bush já pediu desculpas à atriz norte-americana de 34 anos.
26 de outubro de 2017 às 19:37
Heather Lind revela episódio de assédio sexual por parte do ex presidente dos EUA
Ex. presidente dos EUA, pai de George W. Bush.
A atriz, Heather Lind, que acusa George H. W. Bush de assédio.
A atriz e o antigo presidente dos EUA no evento de divulgação da série televisiva "TURN: Washington\'s Spies", em 2014.
A atriz acusa George H. W. Bush de lhe tocar, aquando desta fotografia de grupo, e de, inclusive, lhe contar uma piada obscena.
george
george
Bush com ex-presidente Barack Obama, no evento solidário de apoio às vitimas do furacão Harvey.
Heather Lind acusa George H. W. Bush de agressão sexual.
A antiga primeira-dama, Barbara Bush.
heather lind
A atriz relatou o episódio na sua conta de Instagram.
heather lind
george
heather lind
george
george
george
george
george
george
george
heather lind
heather lind
heather lind
O antigo presidente dos Estados Unidos George Bush foi envolvido numa polémica sexual após ter sido acusado por uma atriz de a ter apalpado no rabo. Tudo terá acontecido em 2014, quando o mais velho dos Bush, agora com 93 anos, estava a participar na apresentação da série do canal AMC 'Turn: Washington's Spies'.

Heather Lind revelou agora que o antigo presidente, que estava numa cadeira de rodas, a apalpou no rabo repetidamente e que lhe contou uma piada ordinária. 

A assistir a tudo isto estava a antiga primeira-dama Barbara Bush, que terá apenas encolhido os ombros e revirado os olhos perante o episódio.

Bush pai já veio a público pedir desculpa, através de um porta-voz, garantindo que "o presidente nunca teria causado intencionalmente - em quaisquer circunstâncias - perturbação a alguém". 

Lind, tornou público este acontecimento após ver Bush num evento solidário destinado às vítimas do furação Harvey, ao lado do também ex presidente Barack Obama.

Escândalo sexual com Harvey Weinstein abala Hollywood
Gwyneth Paltrow é uma das atrizes que acusam Harvey Weinstein
Gwyneth Paltrow, Harvey Weinstein, Georgina Chapman, Lindsay Lohan, Donald Trump
Lindsay Lohan, Harvey Weinstein e Isabel dos Santos no jantar de aniversário do fundador da joalharia De Grisogono, Fawaz Gruosi.
Harvey Weinstein e Lindsay Lohan. A actriz defende o produtor cinematográfico.
Gwyneth Paltrow, Harvey Weinstein, Georgina Chapman, Lindsay Lohan, Donald Trump
Melania e Donald Trump com Georgina Chapman e Harvey Weinstein
Harvey Weinstein e a mulher, Georgina Chapman
Gwyneth Paltrow, Harvey Weinstein, Georgina Chapman, Lindsay Lohan, Donald Trump
Gwyneth Paltrow, Harvey Weinstein, Georgina Chapman, Lindsay Lohan, Donald Trump
Gwyneth Paltrow, Harvey Weinstein, Georgina Chapman, Lindsay Lohan, Donald Trump
Gwyneth Paltrow, Harvey Weinstein, Georgina Chapman, Lindsay Lohan, Donald Trump
Gwyneth Paltrow, Harvey Weinstein, Georgina Chapman, Lindsay Lohan, Donald Trump
Gwyneth Paltrow, Harvey Weinstein, Georgina Chapman, Lindsay Lohan, Donald Trump
Gwyneth Paltrow, Harvey Weinstein, Georgina Chapman, Lindsay Lohan, Donald Trump
 Harvey Weinstein, Isabel dos Santos, Lindsay Lohan
Gwyneth Paltrow, Harvey Weinstein, Georgina Chapman, Lindsay Lohan, Donald Trump
Gwyneth Paltrow, Harvey Weinstein, Georgina Chapman, Lindsay Lohan, Donald Trump
Gwyneth Paltrow, Harvey Weinstein, Georgina Chapman, Lindsay Lohan, Donald Trump
Gwyneth Paltrow, Harvey Weinstein, Georgina Chapman, Lindsay Lohan, Donald Trump
Gwyneth Paltrow, Harvey Weinstein, Georgina Chapman, Lindsay Lohan, Donald Trump
Gwyneth Paltrow, Harvey Weinstein, Georgina Chapman, Lindsay Lohan, Donald Trump
Gwyneth Paltrow, Harvey Weinstein, Georgina Chapman, Lindsay Lohan, Donald Trump
Gwyneth Paltrow, Harvey Weinstein, Georgina Chapman, Lindsay Lohan, Donald Trump
Gwyneth Paltrow, Harvey Weinstein, Georgina Chapman, Lindsay Lohan, Donald Trump
A atriz junta-se assim a outras tantas mulheres vítimas de agressão sexual, no movimento #metoo, que foi criado nas redes sociais após o escândalo sexual do produtor de cinema e fundador da Miramax, Harvey Weinstein, que está acusado de violar e assediar dezenas de atrizes.


Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;