Notícia

Polémica

Sarah Ferguson, ex-nora da rainha Isabel II, confirma "rivalidade" entre Kate e Meghan Markle

A duquesa de York lembra as histórias contadas sobre ela própria e a princesa Diana.
11 de fevereiro de 2019 às 18:41
Numa altura em que se fala de um choque no Palácio de Kensington entre Meghan Markle e Kate Middleton, Sara Ferguson decidiu escrever uma carta aberta sobre os rumores de "rivalidades" na casa real britânica. 

A duquesa de York, e ex-mulher do príncipe André, publicou a carta na revista 'Hello' como parte da campanha 'Hello To Kindness' (olá, gentileza, na tradução livre), que visa conter os comentários abusivos nas redes sociais.

A justificar a sua carta, Sarah usa o seu próprio exemplo de relação com a princesa Diana, ambas alvo das mesmas críticas que hoje a duquesa de Cambridge e a de Sussex passam. 

"As mulheres, em particular, estão constantemente a serem postas umas contras as outras e em comparações que fazem lembrar como as pessoas retrataram a mim e Diana, sempre como rivais, que é algo que nunca nenhuma de nós sentiu", escreve a ex-mulher do príncipe André. 

Sarah, de 59 anos de idade, afirma que a Internet pode ser uma "força para o bem", mas é "tempo de fazer algo" contra os abusos online. 

"Não é aceitável colocar as mulheres umas contra as outras o tempo todo [...] As empresas das redes sociais e os sites de notícias devem fazer muito mais para tomar uma posição contra os abusos em vez de encolher os ombros e dizer que não há nada que possam fazer a respeito", acrescenta. 

Recentemente, um funcionário do Palácio de Kensington assumiu que os ataques a Kate e Meghan tiveram o seu ponto mais difícil durante o verão de 2018 e que por isso estão a tomar atitudes contra o bullying. "Temos padrões básicos que aplicamos aos comentários, analisando a linguagem violenta, racista, ameaçadora e o abuso. Não eliminamos comentários que criticam a família real, porque as pessoas têm direito a opinar".

Inspirada numa nova ação da casa real, a revista 'Hello' criou a campanha '#hellotokindness'. "Para nós, é inaceitável atacar duas mulheres ou publicar comentários abusivos, ameaçadores, racistas ou sexistas", explicou o diretor da publicação, defendendo também que não "é aceitável atacar outros utilizadores apenas porque não se partilha a mesma opinião".

A carregar o vídeo ...

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Anónimo Há 4 dias

A notícia, depois de lida, não confirma nada...

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável