Notícia

Nacional

Abandonada em criança. A história emocionante do reencontro de Judite Sousa com o pai, Joaquim, depois de anos separados

A jornalista está de luto pela morte do pai. Recorde a relação atribulada de Judite com o progenitor, que esteve ausente da sua vida durante quase toda a sua infância.
28 de maio de 2019 às 22:30
Já se sabe por que motivo Judite Sousa falhou o acompanhamento da noite eleitoral deste domingo, dia 26 de maio: a jornalista da TVI acaba de perder o pai, Joaquim Sousa.

A relação de Judite com o progenitor nem sempre foi fácil: a pivô já falou várias vezes sobre o facto de Joaquim a ter abandonado quando Judite era muito pequenina.

A jornalista só viria a conhecer o pai aos 10 de idade. A rejeição do progenitor, durante a maior parte da sua infância, levou mesmo a jornalista a procurar ajuda psiquiátrica.

Em entrevista concedida a Anabela Mora Ribeiro, em 2012, Judite recorda a infância sem a presença do pai: "Esta Judite de Sousa que conhecemos nasce no Porto. Cresce com a mãe, com as tias maternas e com a avó materna. Cresce sem pai porque os pais nunca foram casados." 

Apesar de se terem reaproximado, a relação nunca terá recuperado totalmente. Aliás, Judite chegou a dizer que o filho André, que morreu tragicamente em 2014, foi "o único homem que nunca a desiludiu".

Nos últimos anos, Joaquim Sousa tornou-se presença assídua nos eventos públicos da filha, como o lançamento dos seus livros, surgindo ao lado da ex-mulher, Fernanda, para juntos demonstrarem o seu apoio a Judite.

FOI A MÃE QUE PEDIU AO PAI QUE SE AFASTASSE


No entanto, terá sido Fernanda Isabel a pedir ao ex-companheiro que se afastasse da filha quando ela era criança. "Tive a minha filha com 18 anos", contara anteriormente Fernanda Isabel à FLASH!.

"A Judite conheceu o pai em pequenina. Quando ela tinha 3 ou 4 anos, o pai ia buscá-la aos domingos mas acompanhava-a minimamente, muito pouco, até que chegou uma altura em que eu disse: 'Chega, não autorizo que venhas aqui buscar a menina. A menina é minha. Segue a tua vida que eu sigo a minha'", explicou Fernanda Isabel.

"Eu era muito novinha mas a minha seriedade nessa altura já era muito recta. Toda a vida fui uma pessoa de respeito, muito trabalhadora, muito séria e honesta. O pai só perfilhou a Judite quando eu mandei, quando eu entendi. A Judite tinha 10 anos quando o pai se aproximou mais, aí já ela era mais crescidinha, já sabia o que queria", recordou ainda.

A carregar o vídeo ...

"A MINHA FILHA NÃO MERECIA ESTA DESGRAÇA"

Quando André, o filho de Judite, morreu, há quase 5 anos, o pai Joaquim tentou apoiar a filha da melhor forma. À entrada da igreja, durante o funeral, Joaquim falou com a FLASH!, em exclusivo, revelando como tentou confortar a filha, neste momento de profunda dor.

"Disse-lhe que sempre foi uma boa mãe", afirmou, contendo as lágrimas. "A minha filha não merecia esta desgraça", declarou ainda.


Recorde-se que Judite tem uma meia-irmã, Isabel Sousa, fruto de outra relação do pai.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Anónimo 27.05.2019

Os dramas desta Sra. já cansam, não há pachorra!
Necessita urgentemente de ser internada num hospital psiquiátrico!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável