'

Notícia

Nacional

Bronca! Cláudio Ramos abandona programa e pede desculpa publicamente

O 'vizinho' de Cristina Ferreira saiu mais cedo do 'Passadeira Vermelha' e, agora, veio justificar-se e pedir desculpa.
05 de dezembro de 2019 às 11:05
Os dias de Cláudio Ramos sem Cristina Ferreira
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Cláudio Ramos
Para além das manhãs, ao lado de Cristina Ferreira, Cláudio Ramos tem o 'Passadeira Vermelha', à noite, que o obriga a horários de trabalho muito preenchidos. 

Na emissão de quarta-feira, 4, o programa não correu muito bem ao 'vizinho' de Cristina. Apresentado por Liliana Campos, o magazine analisa a vida dos famosos e o lado mais cor-de-rosa da vida. Cláudio é um dos comentadores residentes e, claro, o mais acutilante. De forma imprevista, o alentejano abandonou o programa três minutos mais cedo, sem qualquer justificação.

As razões foram dadas na manhã desta quinta-feira. Cláudio aproveitou a antena para pedir desculpa publicamente: "Ontem, saí do programa três minutos do fim. Não aguentei. Sei que não devia ter saído, já falei com o Daniel Oliveira, que é o diretor [de Programas] e tenho que lhe dar uma explicação. Queria pedir desculpa às pessoas todas e aos meus colegas. Não é uma birra, não é um ataque, é uma situação que não consegues controlar [forte dor de cabeça, Cláudio sofre de enxaquecas]. Não quero que as pessoas pensem que foi um capricho e peço às pessoas que me desculpem. "

Cristina Ferreira saiu em defesa do colega de programa. "Às vezes é preciso entender. Este programa, o nosso, exige muito de nós, muito da nossa energia, e o Cláudio, todas as vezes que vai fazer o 'Passadeira Vermelha', chega a casa muito tarde e adormece cerca das três da manhã para acordar às seis para estar aqui. Isto é muito mais exigente do que as pessoas possam imaginar."

Cláudio Ramos diz que só consegue vencer as dores de cabeça ficando fechado no quarto, sem luz e sem barulho, e com gelo sobre a testa.

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever