Notícia

tragédia

Choque: Pais de Zé do Pipo admitem que sabem o que aconteceu ao filho, desaparecido desde novembro

Os progenitores do cantor pimba confirma doença bipolar do filho e que ele vivia atormentado com depressão.
11 de janeiro de 2019 às 12:23

Nuno Baptista animou, durante anos, milhares de pessoas graças à vida que deu a Zé do Pipo, popular cantor pimba, que tinha uma agenda profissional muito preenchida. Mas o cantor vivia atormentado e em permanente luta contra a bipolaridade e também a depressão

Era acompanhado por um psiquiatra mas mesmo assim o pesadelo não se ia embora, apesar do sucesso profissional e a vida familiar estabilizada

Os pais de Zé do Pipo reconhecem, em entrevista a Manuel Luís Goucha, que a doença foi determinante para o desaparecimento do filho, que teve uma recaída em agosto, depois de ter vivido um 2017 aparentemente normal.

"O nosso filho tinha uma doença bipolar e sofria de uma depressão. Em 2016 teve 3 a 4 meses de paragem derivado a uma depressão", revelam. "Em 2017 deixou a medicação por auto-recriação porque se sentia melhor. Cortou completamente com a medicação, sem fazer desmame. ‘Ó mãe sinto-me tão bem porque é que vou fazer um desmame?’", revelou a progenitora em entrevista ao 'Você na TV'.




Mas o pior aconteceu. 

"A partir do mês de agosto de 2018 ele que começou a sentir aquele vazio, já era um sacrifício sair de casa, voltou a tomar medicação. O psiquiatra quis dar uma medicação que lhe permitisse fazer os espectáculos, que tinha muitos para fazer até dezembro, praticamente. Eram quase todos os dias", revelam os pais.

"Acha que o facto do psiquiatra ter dito que era incompatível a medicação com os espectáculos que foi isso que ditou o fim?", questiona Goucha, depois de saber que o médico tinha dito a Zé do Pipo que tinha a carreira em risco por causa da doença e o necessário tratamento para ficar bem.

"Foi, foi! Tudo nos leva a crer que sim. Foi nessa altura que ele caiu mesmo na solidão. Era um boneco! (…) A vida deixou de fazer sentido para eles", admitem, em sofrimento.

Durante largos minutos, os pais fogem da terrível palavra, mas Goucha fez a pergunta direta: "Ainda alimentam esperanças de que o vosso filho esteja vivo? ", questiona o apresentador. "Não! Não, derivado à doença que ele tinha, à bipolaridade muito avançada, derivado a certas coisas que ele recorreu para ver as marés, chegou a dizer ao psiquiatra que faria o que nós temos no pensamento", explica o pai do cantor.

"Chegou a dizer à mulher se um dia fizesse era para ela o perdoar. E deixou de ter intimidade para com a família, deixou de lidar com a família. Dizia directamente à família que não sentia nada por nós, pela vida", acrescentou.

A mãe explica ainda que o filho desapareceu... para sempre num lugar mágico da sua infância: "Foi ali que o ensinei a nadar. Era ali que eu mergulhava quando era nova e contei-lhe isso muitas vezes", revela a progenitora. " Foi para onde ele quis ir, foi para onde eu o ensinei a nadar".

Zé do Pipo está desaparecido desde o dia 5 de novembro. As autoridades fizeram buscas mas até agora nada foi encontrado, além do carro, que ficou estacionado junto a uma arriba na praia do Portinho da Areia, em Peniche.



Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável