Notícia

Casados à Primeira Vista

José Luís de 'Casados' revela toda a verdade: falta de química sexual tornou-o impotente

Fizeram amor na noite de núpcias mas nunca mais tiveram intimidade apesar da existência da empresária da cidade do Porto. Afinal, havia uma razão muito forte para a falta de sexo. Agora, o 'conde' das Antas conta tudo.
23 de janeiro de 2019 às 20:28

A vida de José Luís Cardoso não tem sido fácil. Dívidas e graves problemas financeiros resultantes dos seus três divórcios fizeram-no chegar ao fundo do poço. Sem quaisquer bens em seu nome. O 'conde' vive em casa dos pais e dorme num pequeno quarto sem muito conforto. O concorrente de 'Casados à Primeira Vista', da SIC, nunca escondeu a dura realidade de Graça, a mulher com quem casou no 'reality show' de Carnaxide.

Mas a maior incompatibilidade do casal portuense – já divorciado – nem sequer foi financeira. Se o casamento foi consumado logo na noite de núpcias, durante a Lua-de-Mel em Cabo Verde, a intimidade entre o casal terminou aí. Ao longo do programa, a empresária mostrou a sua frustração pela "falta de afetos" do marido e alegou que foi a ausência de sexo que ditou o fim da relação.

Zé Luís vem agora a público revelar toda a verdade e contar o que não correu bem nas semanas que viveu com Graça, a desconhecida com quem trocou alianças no 'Casados à Primeira Vista'.

"O objetivo era mesmo encontrar o amor. Desde o último divórcio passaram-se 15 anos, não voltei a casar-me mas namorei muito! Envolvo-me tenho a fase de encantamento, mas depois fico por ali", começa por justificar em declarações à 'TV Mais'.

E, se no início, a beleza não era o fator mais importante, essa foi uma realidade que acabou por ser preponderante ao longo do casamento com Graça. "O meu maior receio não era a parte física, pois isso era irrelevante. Queria uma pessoa com boa ídole, com bons príncipios, que se adequasse à minha maneira de ser. Mas, a meio da experiência, a questão física passou a ter relevância", confessa o antiquário, de 56 anos de idade, à mesma publicação.

A atração que o 'conde' sentiu quando consumou o casamento com Graça desapareceu. "Na noite de núpcias, as coisas desenrolaram-se naturalmente, senti atração física. O casamento foi consumado, tivemos uma relação sexual. A partir daí 'caíu-me a ficha': eu olhei melhor, refleti e vi que fisicamente não me despertava aque interesse... Infelizmente aconteceu, não houve aquele clique. Na primeira noite, sim, houve, mas a partir daí arrefeceu", descreve Zé Luís.

E se a relação já estava fria, a exposição que Graça deu à intimidade dos dois só veio prejudicar mais ainda. "Expor as coisas como ela fez, ainda foi pior para mim. Tentou passar uma imagem que eu tinha problemas físicos. Não tenho! A quastão ali era outra: não tive interesse sexual e não existia química, uma coisa leva à outra e eu não conseguia!"

Chegou mesmo a pensar-se que fosse um problema clínico a provocar a disfunção eréctil: "Ainda se ponderou que eu fizesse um exame à próstata, para se perceber se existia algum problema físico, mas não foi feito, e agora sei que está tudo bem, felizmente."

 

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável