Notícia

'Pesadelo na Cozinha'

Ljubomir encontra cenário de terror em 'O Beco': cheiro a podre, comida estragada e baratas

A chaminé pegou fogo por falta de limpeza e as queixas dos vizinhos eram muitas. Mas Ljubomir Stanisic encontrou muito mais por onde pegar em 'O Beco', restaurante no Seixal onde a paciência do chef foi posta à prova.
Por Isabel Laranjo | 08 de maio de 2017 às 07:59
Horror em restaurante do Seixal. Veja como está o restaurante visitado por Ljubomir Stanisic
Ljubomir Stanisic enojado com o que viu e o odor do restaurante, localizado no Seixal. O local continua sujo apesar de o mau cheiro já não se sentir na rua.
Este é o restaurante do Seixal de que todos se queixam. Os vizinhos relatam infestações gigantescas de baratas e cheiro a podre só de passar lá à porta. O odor desapareceu; a sujidade continua à vista.
O 'chef' jugoslavo com o dono do restaurante, Rui. Os vizinhos descrevem-no como uma pessoa conflituosa e com "falta de asseio".
Em agosto de 2016 uma infestação de baratas saiu para fora do próprio restaurante e obrigou o supermercado (portas brancas à esquerda), a fechar para que os rastejantes não entrassem.
A grelha fica no exterioro. A gordura acumulada na chaminé provocou um incêndio, há 3 anos.
O lixo acumulado no chão, ao lado da zona onde o peixe é grelhado. No dia anterior, o restaurante tinha estado aberto mas, pelos vistos, não houve tempo para limpeza.
A pia dos despejos, junto à grelha, está como se vê na foto: negra de sujidade acumulada e com escamas de peixe antigas.
As toalhas são novas e foram oferecidas pela produção de 'Pesadelo na Cozinha'. O interior do restaurante denota falta de limpeza e as mesas têm os pés enferrujados.
O recanto que dá para a zona de trás do restaurante, onde fica a grelha, e o cartaz com a antiga ementa vandalizado.
O restaurante fecha aos domingos e terá sido limpo na véspera, ao final do dia. Restou, pelo menos, um papel bem visível, no chão.
Ljubomir Stanisic não ficou contente com as brincadeiras do 'staff' que até tinham feito um cartaz, com a foto do 'chef' a dizer "Procura-se".
Duas vizinhas relatam que o cheiro a podre que vinha desta arca frigorífica, colocada na entrada do restaurante, sentia-se na rua.
A montra do peixe apresenta manchas visíveis de sujidade, como se pode verificar pela imagem.
As grades de ferro da entrada estão cobertas de pó negro e a arca que cheirava a podre está em más condições. Mas, como testemunhou o site FLASH!, pelo menos o odor desagradável já não se sente, na rua.
Ljubomir Stanisic, 100 Maneiras, TVI, Pesadelo na Cozinha, Gordon Ramsay
Ljubomir Stanisic, 100 Maneiras, TVI, Pesadelo na Cozinha, Gordon Ramsay
Ljubomir Stanisic, 100 Maneiras, TVI, Pesadelo na Cozinha, Gordon Ramsay
Ljubomir Stanisic, 100 Maneiras, TVI, Pesadelo na Cozinha, Gordon Ramsay
Ljubomir Stanisic, 100 Maneiras, TVI, Pesadelo na Cozinha, Gordon Ramsay
Ljubomir Stanisic, 100 Maneiras, TVI, Pesadelo na Cozinha, Gordon Ramsay
Ljubomir Stanisic, 100 Maneiras, TVI, Pesadelo na Cozinha, Gordon Ramsay
Ljubomir Stanisic, 100 Maneiras, TVI, Pesadelo na Cozinha, Gordon Ramsay
Ljubomir Stanisic, 100 Maneiras, TVI, Pesadelo na Cozinha, Gordon Ramsay
Ljubomir Stanisic, 100 Maneiras, TVI, Pesadelo na Cozinha, Gordon Ramsay
Ljubomir Stanisic, 100 Maneiras, TVI, Pesadelo na Cozinha, Gordon Ramsay
Ljubomir Stanisic, 100 Maneiras, TVI, Pesadelo na Cozinha, Gordon Ramsay
Ljubomir Stanisic, 100 Maneiras, TVI, Pesadelo na Cozinha, Gordon Ramsay
Ljubomir Stanisic, 100 Maneiras, TVI, Pesadelo na Cozinha, Gordon Ramsay
Um autêntico cenário de horror. Foi com isso que os vizinhos do restaurante 'O Beco', no Seixal, conviveram durante largos anos. "Só entrei aí uma vez para beber café e nunca mais!", começa por dizer uma vizinha ao site FLASH!. "Está a ver essa arca, aí à porta? Vinha daí um cheiro a podre que se sentia cá na rua", avança uma mulher, que não se quer identificar para "não ter chatices".

A grade do restaurante, que foi visitado por Ljubomir Stanisic, está negra de tanto pó. No chão do restaurante, que estava fechado este domingo, havia papéis no chão, apesar de ter sido feita limpeza na véspera e de as mesas até estarem postas.

O site FLASH! tentou falar com Rui, o dono do restaurante, no sábado, 6, mas os telefonemas nunca foram atendidos. "Eles saíram daqui às 5 e tal da tarde. Não dão jantares. Ainda tentaram, mas houve aí um assalto e desistiram", conta a mesma mulher.

ESCAMAS SECAS, INCÊNDIO E CENTENAS DE BARATAS

Na traseiras, é onde se fazem os grelhados. A grelha fica no exterior. A gordura acumula-se no cano da chaminé. A pia de despejos está negra e repleta de escamas antigas, de peixes ali grelhados. "Há 3 anos houve um incêncio na chaminé por causa de tanta acumulação de gordura", conta uma moradora do prédio onde fica o restaurante.

O pior ainda estava por ser contado. "Em agosto do ano passado houve tantas baratas que era um rio aqui pela rua fora. O supermercado até teve que fechar para não entrarem lá para dentro", avança a vizinha do prédio. "Algumas ainda entraram aqui no prédio. Era inacreditável! O segurança pôs-e à porta do supermercado, para não deixar entrar ninguém, e para que as pessoas que lá estavam saíssem, para poderem fechar e as baratas não infestarem aquilo".

Esta vizinha conhece Rui, o dono do restaurante. E descreve-o como alguém com um feitio especial. "Isto já vem do tempo dos pais. Mas olhe, eles têm 3 apartamentos arrendados, aqui no prédio, e não quero conversas com essa gente".

A carregar o vídeo ...
FRIGIDEIRA IMUNDA E CLIENTELA ENGANADA

Na rua já não se sente o cheiro a podre. "A arca já deve estar mais limpa. Mas a senhora já viu bem aquela grelha, ali atrás. Mesmo que eles tenham aqui peixe fresco, a senhora tem alguma vontade de comer alguma coisa feita ali", questiona a mulher. 

A clientela escasseia, mesmo depois da intervenção de Ljubomir Stanisic. "Só se safam com os professores, da escola aqui perto, e com algumas pessoas, de passagem. Mas as pessoas são enganadas e muitas não voltam". E mudanças: "Além do cheiro já não vir cá para fora, só mudaram as toalhas e têm menos pratos na ementa", conclui esta moradora.

Ljubomir Stanisic também não gostou do que viu e chegou a sair, num assomo de raiva, do restaurante. Uma frigideira coberta de gordura entranhada e negra e um poster, com a sua fotografia e a inscrição "procura-se" foram dois tiros no pé do proprietário. Rui ainda se rio quando o 'chef' pegou na frigideira imunda.

Sentado à mesa, Ljubo ouviu o natural, perante este cenário: "Não recomendo a ninguém e não voltarei cá", dizia um cliente.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Anónimo Há 2 semanas

programa normal para a estação em que passa, depois de 500 programas deprimentes da Tereza Guilherme não se pode esperar mais desta estação nestes tipos de programas

JoaquimCarreiraTapadinhas Há 2 semanas

Tudo isto não passa de uma palhaçada que, depois de espremida, o resultado é negativo. Algumas das cenas são miseráveis e decoradas com uma falta de decoro deprimente. A falta de imaginação e de educação estão no ar.

Camponio da beira Há 2 semanas

SE não fosse isso o programa era uma seca.....

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;