Notícia

10 anos sem Maddie

Maddie McCann: O crime perfeito

Gonçalo Amaral, ex inspetor da PJ, acredita que o corpo de Maddie terá sido congelado e transportado na bagageira do carro que os pais alugaram, 3 semanas após o desaparecimento. Depois poderá ter sido cremado junto com o cadáver de uma inglesa cujo caixão estava na igreja a que os McCann tinham acesso.
Por Isabel Laranjo | 04 de maio de 2017 às 21:13
A carregar o vídeo ...
O agente, que foi afastado do caso Maddie, fez uma reconstituição do que terá acontecido na noite de 3 de Maio de 2007, no aldeamento Ocean Club na Praia da Luz, de onde a menina inglesa, de 3 anos de idade, desapareceu, sem deixar rasto... Até que chegaram a Portugal Eddie e Kella.

CÃES INGLESES INCRIMINAM MCCANN
A dupla de cães pisteiros esteve no apartamento 5A, onde encontrou diversos vestígios biológicos, e também passou a pente fino o automóvel alugado pelos pais da menina, Gerry e Kate McCann, 3 semanas após o seu desaparecimento.

Procurar Maddie alimentou negócios no valor 2,2 milhões de euros
Há que acuse os pais de estarem envolvidos no desaparecimento da menina
Kate e Gerry McCann
Os pais de Maddie pediram e foram recebidos no Vaticano pelo atual Papa emérito Bento XVI.
Kate e Gerry colocaram uma vela em Fátima, onde rezaram pela filha.
Gerry e Kate McCann à saída do apartamento, num primeiro andar, onde ficaram algum tempo após o desaparecimento da filha e a interdição da casa onde tudo aconteceu.
A imagem de Maddie, aquando do seu desaparecimento, no dia 3 de maio de 2007.
Kate e Gerry McCann mostram a fotografia da filha e continuam a apelar a informações sobre o paradeiro da filha.
Uma fotografia de Maddie, no 'court' de tenis do Ocean Club e que foi, à época, muito divulgada.
O casal de médicos britânicos após mais uma ida à capela da Luz, fora das horas de serviço religioso.
maddie mccann
Kate e Gerry McCann
O antigo inspetor da PJ, autor do livro
Maddie McCann
Gerry McCann, Kate McCann, Maddie
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
maddie mccann
Madeleine McCann, maddie mccann
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Os animais chegaram ao serviço da Scotland Yard, para tentar comprovar a inocência dos pais da menina. "Foram propostos pela polícia inglesa, numa fase em que se apontava para a eventual responsabilidade dos pais no desaparecimento da criança", afiança, em declarações à CMTV, Gonçalo Amaral, absolvido do processo judicial que lhe foi interposto pelos McCann.

O corpo estaria congelado quando foi colocado dentro do veículo alugado pelo casal britânico, 3 semanas após a noite em que Maddie desapareceu, ainda segundo o antigo inspetor.

Kate e Gerry sozinhos na igreja
Kate e Gerry McCann
Kate e Gerry McCann à saída da igreja da Luz após um serviço religioso anglicano. O casal tinha a chave da igreja e podia entrar mesmo fora de horas.
Heinz Abbot, sacerdote canadiano que ali rezava missa, estranhou o facto de os pais de Maddie deixarem as crianças sozinhas no apartamento mas acabou por confiar no casal e entregar-lhes a chave da igreja.
Gerry e Kate McCann à saída do apartamento, num primeiro andar, onde ficaram algum tempo após o desaparecimento da filha e a interdição da casa onde tudo aconteceu.
Uma fotografia de Maddie, no 'court' de tenis do Ocean Club e que foi, à época, muito divulgada.
Após o desaparecimento de Maddie os McCann mostravam um comportamento despreocupado, como confirmou, na altura, à revista FLASH! o padre Heinz Abbot.
O casal de médicos britânicos após mais uma ida à capela da Luz, fora das horas de serviço religioso.
Kate e Gerry numa das últimas vezes que passearam na praia da Luz. Com as suspeitas que recaíram sobre si, os McCann deixaram de fazer estes passeios.
Os pais de Maddie a chegarem à igreja onde ganharam a confiança de Heinz Abbot, sacerdote anglicano, que mesmo assim mostrou estranheza perante o comportamento de Kate e Gerry.
As obras para acimentar o adro da igreja da praia da Luz começaram logo após o desaparecimento de Maddie. Em junho, quando a revista FLASH! ali se deslocou, estava tudo pronto.
Um mês após a menina desaparecer, houve obras no adro da igreja que se estenderam às imediações, onde foi construída uma zona de estacionamento e passeios.
Kate e Gerry fizeram uma peregrinação ao Santuário de Fátima e, ainda hoje, afiançam acreditar que a filha está viva e rejeitam qualquer envolvimento no seu desaparecimento.
Kate e Gerry colocaram uma vela em Fátima, onde rezaram pela filha.
Os pais de Maddie em oração na Capelinha das Aparições, em Fátima.
O cardiologista e a anestesista nas ruas da Luz, pouco depois do desaparecimento de Maddie. O padre anglicano Heinz Abbot contou à revista FLASH! que os gémeos Sean e Amélie, nesta altura, ficavam na creche do Ocean Club.
Os pais de Maddie pediram e foram recebidos no Vaticano pelo atual Papa emérito Bento XVI.
Gerry McCann, Kate McCann, Maddie
MaddieJPG
CAIXÃO NA IGREJA DE QUE PAIS TINHAM A CHAVE

Os pais de Madeleine tinham a chave da igreja da praia da Luz, um privilégio concedido muito raramente para que, supostamente, pudessem rezar pela filha a qualquer hora do dia ou da noite.

À CMTV, Gonçalo Amaral recorda as "informações" de que terão sido avistadas "3 figuras". Essas pessoas terão sido vistas a entrar por uma porta lateral da igreja durante a noite. Em Portugal, o mais usual durante os velórios é as portas das igrejas serem encerradas à meia-noite, ficando o caixão sem vigilância, dentro da capela mortuária.

O antigo inspetor da PJ, mais uma vez, precisa: "Eles tinham uma caixa, e estava para acontecer uma cremação de uma mulher britânica. É possível que os restos da criança estivessem nessa caixa e que tenham sido cremados também." Aquele ex-polícia reforça: "Os pais tinham a chave da igreja."

A cidadã britânica, falecida no Algarve, terá sido "encaminhada, no dia seguinte, para cremação, em Ferreira do Alentejo", recorda, ainda, Gonçalo Amaral.

Leia a reportagem, na íntegra, na revista TV Guia desta semana, já nas bancas.

A carregar o vídeo ...

Congelada e cremada
Madeleine McCann esfumou-se na noite de 3 de maio de 2007. Gonçalo Amaral avança com a teoria de que a criança poderá ter sido congelada, o que justifica os vestígios biológicos no carro alugado pelos pais 3 semanas depois, e cremada dentro do caixão de outro cadáver.
Gonçalo Amaral, antigo inspetor da PJ, acabou por ser afastado do caso. Não acredita na inocência dos pais e avança que o corpo da criança terá sido congelado e assim largado fluídos, ao descongelar, no carro alegado pelos McCann meses mais tarde.
Gerry e Kate McCann continuam a afiançar que nada sobre sobre o desaparecimento da filha. O pai de Kate revelou, à imprensa, que a filha drogava os netos com anti-histamínicos, para os adormecer.
Heinz Abbot, sacerdote canadiano que ali rezava missa, estranhou o facto de os pais de Maddie deixarem as crianças sozinhas no apartamento mas acabou por confiar no casal e entregar-lhes a chave da igreja.
Um mês após a menina desaparecer, houve obras no adro da igreja que se estenderam às imediações, onde foi construída uma zona de estacionamento e passeios.
Kate e Gerry colocaram uma vela em Fátima, onde rezaram pela filha.
Os pais de Maddie pediram e foram recebidos no Vaticano pelo atual Papa emérito Bento XVI.
Kate e Gerry numa das últimas vezes que passearam na praia da Luz. Com as suspeitas que recaíram sobre si, os McCann deixaram de fazer estes passeios.
Era no restaurante 'Tapas', no aldeamento Ocean Club, que o casal estava a jantar, com os amigos, quando se deu a tragédia. Já tinham sido consumidas 14 garrafas de vinho.
A roupa que a criança teria vestida na altura do alegado rapto e que terá sido trocada por outra.
Um dos cães ingleses a vistoriar o automóvel onde encontrou odor de cadáver e fluídos corporais.
O quarto onde Maddie e os irmãos dormiam. Na janela, pó vermelho que serve para descobrir vestígios úteis para a investigação policial.
Uma vista geral da praia da Luz, onde Maddie foi vista, com vida, pela última vez.
Kate e Gerry McCann com os filhos mais novos, os gémeos Sean e Amélie. O avô materno garante que a filha drogava os meninos com anti-histamínicos, tal como faria com Maddie, para os adormecer.
Madeleine McCann, maddie mccann
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Kate McCann, Gerry McCann, Maddie
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Madeleine McCann, maddie mccann

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
mrpedrosa2002@yahoo.co.uk Há 4 semanas

Na Holanda como?Quem lhe deu essa informacao?

Anónimo Há 4 semanas

boa tarde

MADELEINE MCCANN ESTA VIVA NA HOLANDA, QUEM TIVER INTERESSE EM SABER ONDE BASTA FALAR COMIGO

Anónimo Há 4 semanas

Os portugueses deviam expropriar os bifes das vinhas do Porto.

Camponio da beira Há 4 semanas

Não será antes que os pais conheciam as pessoas certas?

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;