'

Notícia

Luto

Mais um desabafo de quem continua a sofrer! A descoberta de Anna Westerlund após a morte de Pedro Lima

A ceramista voltou às redes sociais para revelar uma das suas rotinas mais motivadoras e inspiradoras: "Encontrei dentro de mim algumas respostas e serenei algumas questões".
23 de janeiro de 2021 às 12:25
Anna Westerlund está a construir a casa que ela e Pedro Lima tinham idealizado para a família. Quer vê-la?
Anna Westerlund, Pedro Lima
Anna Westerlund, Pedro Lima
Anna Westerlund, Pedro Lima
Anna Westerlund, Pedro Lima
Anna Westerlund, Pedro Lima, homenagem, teatro são luiz
Pedro Lima e Anna Westerlund
Pedro Lima, Anna Westerlund
Anna Westerlund
A fotografia partilhada por Anna Westerlund
Anna Westerlund, Pedro Lima
Anna Westerlund, Pedro Lima
Anna Westerlund, Pedro Lima
Anna Westerlund, Pedro Lima
Anna Westerlund, Pedro Lima, homenagem, teatro são luiz
Pedro Lima e Anna Westerlund
Pedro Lima, Anna Westerlund
Anna Westerlund
Anna Westerlund
Anna Westerlund continua a sua longa e dura caminhada para ultrapassar a grande dor que viveu no passado dia 20 de junho com a morte trágica de Pedro Lima, o seu companheiro de vida e pai dos seus quatro filhos.

De quando em vez, a ceramista mantém contacto com os seus seguidores para lhes dar conta do seu dia-a-dia ou dos seus pensamentos. Regressou este sábado, 23 de janeiro, com um longo texto em que dá conta que descobriu o prazer das caminhadas após a partida do marido.

"Vou tentar partilhar a simplicidade e a força simbólica do caminho. Depois do Pedro morrer comecei a caminhar, acompanhada ou sozinha as caminhadas tornaram-se momentos indispensáveis na minha vida. A caminhar clarifico ideias, intensifico emoções, respondo a perguntas e procuro paz e força", começou por contar.

A carregar o vídeo ...
Prosseguindo:"O caminho é quase sempre o mesmo. Esta semana tive uma dessas caminhadas boas, porque umas são mais esclarecedoras que outras, em que encontrei dentro de mim algumas respostas e serenei algumas questões".

Mas vai ainda mais longe nas suas revelações: "Quando me senti mais tranquila resolvi voltar para trás e fazer o mesmo caminho mas de regresso, que é mais duro a subir, talvez por isso o tenha sempre evitado. E o que descobri? Que o caminho ao contrário é um dos caminhos de Santiago. Nunca teria visto as setas senão tivesse escolhido fazer o caminho mais duro de regresso. É preciso ouvir a nossa intuição para vermos os sinais, certo?"

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever