Notícia

Drama

Malato assume que ainda guarda as cinzas do pai em casa

Quando olhou para a caixa das cinzas do pai, o apresentador pensou: "Vou ficar com ele em casa". Saiba toda a história de um amor eterno.
12 de junho de 2018 às 14:35
A carregar o vídeo ...
José Carlos Malato perdeu o pai, António Malato, no dia 1 de maio, vítima de cancro no rim. 

Apesar da infância conturbada que viveu com o progenitor, foi nos últimos anos da sua vida que se tornaram mais próximos. O apresentador acompanhou o pai nos piores momentos da sua vida e, por tudo o que passaram, Malato decidiu ficar com as cinzas do pai, depois de cremado, em sua casa. A revelação foi feita, em exclusivo, à TV Guia:

"Tocou à campainha a senhora com as cinzas. E nós [ele, a mãe e a irmã] a olharmos para a caixa. Foi aí que decidi: 'Ele não vai sair mais daqui. Vou ficar com ele em casa", contou. 

Foi exactamente quando "tinha ao pai ao seu colo", que diz ter recebido um sinal do progenitor. Um sinal que, mais tarde, se veio a revelar quando assumiu a sua relação com João Caçador. "Tinha o meu pai ao colo quando toca a campainha e entra o João. Não tenho a menor dúvida de que foi ele, o meu pai, que mo trouxe. Que aquele foi o sinal, mais uma vez, não falando, de que tinha a sua aprovação."

A carregar o vídeo ...
Se hoje está feliz ao lado do companheiro, de quem esteve separado durante um período, Malato agradece ao pai: "Não foi a morte deçle [que os juntou], foi ele. E isso é de uma enorme generosidade da sua parte."

Leia toda a entrevista na TV Guia, sexta-feira nas bancas.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável