Notícia

Drama

Marta Melro descreve Inferno em 'Morangos': "As pessoas eram muito cruéis connosco"

A atriz de 35 anos descreve os momentos de terror e agressões na época da famosa produção da TVI.
18 de setembro de 2020 às 20:54
Marta Melro recorda fama repentina e as agressões dos fãs
Marta Melro
Marta Melro
Marta Melro
Marta Melro
Marta Melro
Marta Melro
Marta Melro
Marta Melro
Marta Melro
Marta Melro
Marta Melro
Marta Melro
Marta Melro
Marta Melro
Marta Melro
Marta Melro
Marta Melro
Marta Melro
Marta Melro
Marta Melro
Aos 35 anos de idade, Marta Melro recorda como foi difícil lidar com a fama repentina ainda adolescente, afirmando que os fãs de 'Morangos com Açúcar' chegaram a ser agressivos. 

Em entrevista à 'TV 7 Dias', a atriz começa por garantir que guarda "recordações muito felizes", mas foi uma fase difícil. "As horas de trabalho eram absurdas e as horas de descanso eram muito poucas", diz.

Em Troia "dormia na carrinha durante hora e meia, gravava durante a madrugada e voltava ao estúdio".  Além das longas jornadas de trabalho, ainda havia a popularidade, que acabou por chegar ao extremo.

"Lidei um bocadinho mal com o facto de as pessoas invadirem realmente o nosso espaço e de se ter quebrado completamente a barreira da privacidade. Estamos a falar de uma época anterior às redes sociais, em que as pessoas viviam aquilo com uma intensidade tão grande que era desconfortável. Tive uma situação em que abalroaram o carro dos meus pais com os meus sobrinhos ao meu colo", disse. 

A carregar o vídeo ...
Na mesma entrevista garante que foi insultada. "Tratavam-nos muito mal [...] Em Troia, tínhamos 300 pessoas à porta do hotel depois de termos estado a trabalhar 14, 15, 16 horas. Tirávamos fotografias com 100 e, a dada altura, dizíamos: 'Desculpem, mas já não aguentamos mais. Precisamos mesmo de descansar'. E as pessoas insultavam-nos! Mas insultavam-nos a sério! Diziam coisas horríveis. Sobretudo os pais".

Marta comenta ainda as horas de "choro". "Havia pessoas que conseguiam lidar melhor com isso, a mim custava-me. Ficava magoada, ficava mesmo triste. Por mais educados que fôssemos a falar, as pessoas eram muito cruéis connosco".

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;