Notícia

10 anos sem maddie

Moita Flores acredita que Maddie está morta

No programa 'Rua Segura, da CMTV, quando questionado sobre a possibilidade da menina estar viva, o antigo inspetor da Judiciária, Francisco Moita Flores não tem dúvidas: "Não há. Não acredito. Aliás, não acredito desde o primeiro dia".
Por Isabel Laranjo | 02 de maio de 2017 às 21:41
A carregar o vídeo ...

À semelhança de Gonçalo Amaral, também Francisco Moita Flores, outro antigo inspetor da PJ, não acredita no desaparecimento de Maddie nem na inocência dos pais e dos amigos da família, que também estavam perto do apartamento, na noite fatídica.

Moita Flores comentou o caso no programa 'Rua Segura', da CMTV. Questionado sobre a possibilidade de a menina, que atualmente teria 13 anos, estar viva, o antigo inspetor da PJ afirma: "Não há. Não acredito. Aliás, não acredito desde o primeiro dia".

O conhecido comentador da CMTV desmonta os depoimentos dos pais da criança. "A história é toda tão inverossímil e tão pouco inteligente que é impossível ser verdade aquilo que foi contado".

...
O casal continua a afirmar que a filha desapareceu. Gonçalo Amaral não acredita na inocência dos pais da menina.

Francisco Moita Flores esteve na praia da Luz e assegura: "É mentira o que eles dizem. Do sítio onde estavam não viam a casa. Isso é falso. Eu estive lá. Eles mentem todos. Os depoimentos são todos contraditórios", explica o antigo inspetor da Judiciária, referindo-se também aos amigos de Kate e Gerry McCann.

Ainda assim, Moita Flores não aponta o dedo aos pais da criança, como autores materiais da sua morte. "Não digo que foram os pais, não tenho condições materiais para afirmar isso. Mas o enigma está ali, entre eles".

Corpo da criança terá sido congelado
A imagem de Maddie, aquando do seu desaparecimento, no dia 3 de maio de 2007.
A roupa que a criança teria vestida na altura do alegado rapto e que terá sido trocada por outra.
Gonçalo Amaral, antigo inspetor da PJ, acabou por ser afastado do caso. Não acredita na inocência dos pais e avança que o corpo da criança terá sido congelado e assim largado fluídos, ao descongelar, no carro alegado pelos McCann meses mais tarde.
A reconstituição do que terá acontecido no automóvel alugado pelos pais de Maddie, ao regressarem a Portugal, meses após o suposto rapto.
Os McCann junto à viatura onde foram encontrados os vestígios de sangue e odor a cadáver, pelos inspetores da polícia inglesa.
O casal continua a afirmar que a filha desapareceu. Gonçalo Amaral não acredita na inocência dos pais da menina.
Um dos cães ingleses a vistoriar o automóvel onde encontrou odor de cadáver e fluídos corporais.
O quarto onde Maddie e os irmãos dormiam. Na janela, pó vermelho que serve para descobrir vestígios úteis para a investigação policial.
Kate e Gerry McCann mostram a fotografia da filha e continuam a apelar a informações sobre o paradeiro da filha.
Gonçalo Amaral no resort Ocean Club, junto ao apartamento onde os McCann se instalaram e de onde desapareceu Maddie.
A cama onde a menina estaria a dormir, enquanto os pais jantavam no restaurante do aldeamento, na praia da Luz, Algarve.
O cão pisteiro no quarto que era ocupado pelos pais da criança e onde também farejou odor a cadáver.
O antigo inspetor da PJ, autor do livro
Uma vista geral da praia da Luz, onde Maddie foi vista, com vida, pela última vez.
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte
Maddie McCann, Madeleine McCann, Praia da Luz, rapto, morte

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Anónimo 03.05.2017

Infelizmente a verdade nunca se saberá, mas que algo sinistro aconteceu e a pequena Maddie é que pagou por isso, ninguém tenha duvidas, mais uma vez há gente a quem Deus não devia deixar ser pais, os nossos filhos são uma dávida que devemos proteger dos perigos e não coloca-los neles..

Anónimo 02.05.2017

Aqui temos mais um profeta a defender o outro!!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;