'

Notícia

Nacional

O comovente agradecimento de João Manzarra ao pai pelo trabalho "de equipa" no novo programa

O apresentador de 'A Árvore dos Desejos' recorda o pai de forma emocionada. António Miguel Manzarra morreu em fevereiro, vítima de cancro.
01 de novembro de 2019 às 16:36
As imagens divertidas de João Manzarra com o seu 'Maravilha' na praia
João Manzarra, maravilha
João Manzarra, maravilha
João Manzarra, maravilha
João Manzarra, maravilha
João Manzarra, maravilha
João Manzarra, maravilha
João Manzarra, maravilha
João Manzarra, maravilha
João Manzarra, maravilha
João Manzarra, maravilha
João Manzarra, maravilha
João Manzarra, maravilha
João Manzarra, maravilha
João Manzarra, maravilha
João Manzarra, maravilha
João Manzarra, maravilha

João Manzarra, 34 anos de idade, atravessa um período auspicioso a nível profissional, com o sucesso de 'A Árvore dos Desejos', na SIC. O novo desafio de Manzarra começou um mês e meio depois da morte do pai (6 de fevereiro), António Miguel Manzarra.

O novo programa do apresentador estreou há uma semana e os elogios têm sido mais que muitos. Num texto emotivo, João Manzarra fez um agradecimento ao pai, em jeito de homenagem. O apresentador da SIC diz mesmo que este é um projeto a dois, feito "em equipa" com o pai. Às palavras, Manzarra juntou muitas fotografias dos últimos tempos que viveu com o pai, ajudando-o na doença. 

"Nunca pensei viver um momento assim. Tenho recebido mensagens de todos os lados elogiando 'A Árvore dos Desejos'. É uma alegria enorme fazer parte de um programa que despertou, na sua execução, tantas emoções aos seus intervenientes e agora ao vasto público que a ele assiste", relata Manzarra.

...
João Manzarra, antónio miguel manzarra, a árvore dos desejos, sic, morte, emoção

"No entanto, há alguém que ainda não foi referido. No último ano vivi com o meu pai a mais profunda e bonita conexão que desconhecia ser possível atingir. Muito devido à presença de um cancro. Durante esse período, tornou-se para mim evidente que nada dá mais sentido à vida que nutrir, contemplar e saborear as ligações que temos com aqueles que nos rodeiam e que são intemporais. Sejam elas com familiares, amigos, desconhecidos ou animais. E o foco desta 'Árvore' é exactamente esta presença imaterial que está presente neste exacto momento na vida de todos nós e que tanta vezes é deixada para segundo plano", exulta o apresentador.

"As gravações do programa começaram um mês e meio após a morte do meu pai.... e foi com confiança que o trouxe comigo. Foi, pode-se dizer, trabalho de equipa. Se o meu pai foi luz, amor e alegria em vida, não seria na partida que o pintaria de tristeza. Esta ligação transcendente que perdura e todos os ensinamentos transmitidos foram a minha grande inspiração durante todo o processo de execução, e todo este carinho e consideração que tenho recebido nas mais diversas formas passo-o directamente para ele, sem passar pela casa da despedida."

"O meu desejo é que nesta página da história da televisão portuguesa fique registado que 'A Árvore dos Desejos' foi um programa apresentado por um belo par de Manzarras."

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever