Notícia

Escândalo

O filme porno secreto filmado no Mosteiro dos Jerónimos com Ana Zanatti e Herman José

A antiga namorada de Marcelo Rebelo de Sousa foi envolvida numa forte polémica.
04 de maio de 2019 às 11:59
A antiga namorada de Marcelo Rebelo de Sousa, Ana Zanatti, e Herman José foram envolvidos num escândalo nos anos 1980 depois de filmarem 'Cartas de Amor de Uma Freira Portuguesa', de Jesús Franco, considerado "o primeiro filme pornográfico português".

O problema para os atores é que foram surpreendidos pela imprensa ao saberem que o filme incluia cenas de sexo no Mosteiro dos Jerónimos, que eles nunca filmaram.

Na película, uma menina é levada ao convento e obrigada pelo padre a envolver-se em rituais sexuais para purificar a alma. Com participação de Nicolau Breyner, José Viana e Vítor de Sousa, este último interpreta o padre, Ana Zanatti é a freira que recebe a jovem no convento. Herman José o herói da história. 

...
No final, tudo não passou de um grande escândalo e as cenas de sexo tinham sido compradas no estrangeiro
Quando foi informada por um jornalista que se tratava de um filme "pornográfico", Ana Zanatti foi apanhada de surpresa. "Eu desatei-me a rir. Nu era o menos, porque nu eu já tinha feito, mas ele afirmava aquilo tão perentoriamente que às tantas comecei a acreditar que era verdade, que tinha entrado num filme pornográfico e não sabia. Teriam feito qualquer montagem com as cenas, qualquer coisa que eu desconhecia", contou à atriz numa entrevista antiga para o programa 'Perdidos e Achados', da SIC.

A polémica saiu na primeira página do jornal 'Tal e Qual', em janeiro de 1983, noticiando não só que Ana Zanatti tinha gravado um "filme porno", mas que se tratava de "lesbianismo no convento", nomeadamente no Mosteiro dos Jerónimos.

"Nós não tínhamos a noção de que era um filme erótico. Tínhamos a noção que era um tema quente e que era uma versão picante à reboque das 'Cartas de Amor de Uma Freira Portuguesa'", explica Herma, referindo-se ao romance do século XVII da freira Soror Mariana Alcoforado.

...
Ana Zanatti em 'Cartas de Amor de Uma Freira Portuguesa'
Ana recorda-se de a as filmagens serem tão ingénuas que os pais da jovem que interpretava a noviça - Ana Vieira, que ficou conhecida por Susan Hemingway - estavam sempre presentes. "As atrizes principais éramos a miúda e eu. Era uma jovem aspirante a atriz, não sei se ela fez mais alguma coisa, não tenho conhecimento. Ia com a mãe e com o pai para as filmagens".

Quase 30 anos depois o mistério por trás das cenas mais quentes, nunca gravadas pelos atores portugueses, foi revelado pelo assistente de realização David Quintans: "As cenas de sexo que você vê nesse filme foram compradas. Não me recordo se em Espanha, se em França, se na Alemanha", revelou àquele programa da SIC.

Após o escândalo, quando enfim estreou numa sala portuguesa, as expectativas não correspondiam à realidade. "Era uma coisa tão ingénua no meio de tudo o que estavam a anunciar, eu ia à espera de uma coisa terrível e de facto não era. O melhor que podia fazer era não dar conversa", disse Ana.

"Não dava para estar a dizer: 'Olhe que isto não fui eu'. Se calhar pode ter sido ser bom para o filme porque ele depois esteve algumas semanas em cartaz", completou Herman.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Florbela Almeida 06.05.2019

Em vez da notícia, que nada tem de extraordinário, é inevitável não me focar nos erros sistemáticos dados pelos jornalistas que escrevem estas idiotices! Com tanto desempregado com certeza que arranjavam um revisor para rever os textos antes de serem publicados!

Joca 05.05.2019

Agora, mais uma vez, foram desenterrar uma tontice de "1877" para chatear a Zanatti. Mas que tristes. O filme não tem nada de pornográfico. É uma charopada do Jess Franco, sem interesse. Tem umas breves cenas de nu, sem sexo explícito. Um filme de freiras enclausuradas, muito comum nos anos 70-80.

Ivo Moreira 04.05.2019

Por favor, eu vi o filme e sinceramente de pornográfico não tem nada. De erótico, sim.
A nivel de pornografia, o filme esta ao mesmo nivel de "Novescento" ou de "O último tango em Paris" agora de pornografia não tem nada. É só falar mal para ver se pega.

Anónimo 04.05.2019

Não queiram rever o texto não.... É com cada preciosidade que até doí.
Entre possivelmente outras, pelo menos estas: "nos anos 1980" (houve mais que um 1980?), "contou à atriz numa entrevista" (não foi a ela, foi ela), "explica Herma" e "Ana recorda-se de a as filmagens serem"

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável