Notícia

Família

Ofensas e raiva! Filho de José Castelo Branco conta o que sofreu por ter um pai diferente

Guilherme admitiu que a adolescência não foi fácil. Foi vítima de bullying por ter um pai exuberante que se veste de mulher: "Ao longo do meu crescimento não sabia o que o meu pai era".
21 de maio de 2020 às 12:45
Conheça Guilherme, o único filho de José Castelo Branco
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
José Castelo Branco e o filho, Guilherme
Ainda não tinha dois anos quando os pais se separaram. Voltou a ver o pai meses mais tarde, mas isso reencontro nunca mais esquecido. O amor já ali estava... e foi ganhando terreno ao longo dos anos, mesmo quando José Castelo Branco se revelou um pai pouco "standartizado". Diferente de todos os outros pais.

Foi isto que Guilherme, o único filho do antigo marchand d'art, contou esta manhã no programa da manhã da SIC. Em conversa com Cristina Ferreira, contou que se lembra ainda do pai "muito certinho, sempre muito bem vestido, sempre de blazer".

Contudo, já havia qualquer coisa de "estranho". Guilherme, ainda criança, percebia que o pai usava base e terracota no rosto. Os pais dos seus amigos não o faziam. E isso nem sempre foi fácil de entender.

A carregar o vídeo ...
Mas o pior foi quando o pai apareceu pela primeira vez vestido de mulher na capa de uma revista. Quando chegou à escola teve de enfrentar o gozo dos colegas. "Havia revistas espalhadas por todo o lado. Estive dois meses sem falar com o meu pai", confessou.

"Ao longo do meu crescimento não sabia o que o meu pai era" assumiu perante a apresentadora. "Ficava muito revoltado e com raiva quando me diziam que o meu pai era gay, com outras palavras. Claro que houve dias em que me fui abaixo e questionava-me porque é que eu tinha de lidar com isto", disse Guilherme.

As imagens da cumplicidade de José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
Castelo Branco e o filho
castelo Branco com o filho
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
Castelo Branco e o filho
castelo Branco com o filho
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
José Castelo Branco com o filho, Guilherme
Olhando para trás está convicto de que o que sentia em relação ao pai não seria "propriamente vergonha, mas uma grande revolta por criticarem sem conhecerem a pessoa".

Com José Castelo Branco aprendeu a "compreender a situação dos outros". "Passei a ter um poder de encaixe muito maior que a maioria das pessoas. O meu pai mostrou-me que não devemos esconder o que somos e devemos lutar por isso. Admiro a coragem dele", anuiu.

José Castelo Branco quando ainda se vestia de homem e não se maquilhava
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco com Dom Duarte de Bragança, irmão de Dom Henrique
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José Castelo Branco
José castelo Branco

Garante que nunca teve uma conversa com o pai sobre o que se passou: "Somos amigos um do outro. Ele sabe o que passei e eu sei o que ele passou. E o mais importante é o amor e eu tive-o: da minha mãe, do meu padrasto, da minha irmã, do meu pai... da família toda", acrescentou.

Como Castelo Branco transformou a mulher Betty numa "boneca"
Betty Grafstein, José Castelo Branco, Lenox Hill Hospital
Bety Grafstein estava a perder a visão
José Castelo Branco e Betty Grafstein
Betty Grafstein, José Castelo Branco, Lenox Hill Hospital
José Castelo Branco e Betty Grafstein
José Castelo Branco
2016
Betty Grafstein, José Castelo Branco, Lenox Hill Hospital
José Castelo Branco e Betty Grafstein
José Castelo Branco e Betty Grafstein
Betty Grafstein, José Castelo Branco, Lenox Hill Hospital
José Castelo Branco e Betty Grafstein
José Castelo Branco
josé castelo branco

Guilherme Castelo Branco, depois de dizer que não queria que a sua vida tivesse sido diferente, ainda confirmou que teme pelo futuro do pai quando Betty Grafstein partir. "Tenho medo, sim. O meu pai não gosta de pensar nisso. Mas estou convencido que ele vai ultrapassar, como já ultrapassou tanta coisa na vida".

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Charlotte Devaney Há 1 semana

Melhor meio período trabalhando on-line em casa. Recebi um salário de US $ 26538 no meu último mês por trabalho on-line facilmente em casa. eu sou um estudante e trabalho a tempo parcial em casa e gera mais renda. Trabalho diariamente com facilidade de 3 a 4 horas por dia no meu tempo livre. se você também quiser ganhar esse tipo de dinheiro, venha fazer parte de nós.

Veja mais aqui ........ >>>>>>>>>      W­w­w­.­D­o­u­c­a­s­h­.­C­o­m

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;