Notícia

Crime

Rosa Grilo escreve carta a amante para a ilibar do homicídio do marido

O Ministério Público apreendeu uma carta da viúva do triatleta para António Joaquim, numa tentativa do funcionário judicial não a envolver no homicídio.
26 de novembro de 2018 às 12:06
Rosa Grilo, principal suspeita da morte do marido, escreve carta a Moita Flores
Rosa e Luís eram felizes e tinham um casamento perfeito, assegura a irmã do triatleta, Júlia Grilo
amante rosa grilo
Francisco Moita Flores responde à carta de Rosa Grilo, principal suspeita da morte do marido, o triatleta Luís Grilo
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, viúva do triatleta
Francisco Moita Flores
Rosa Grilo, à saída da PJ
Francisco Moita Flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Francisco Moita Flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa e Luís eram felizes e tinham um casamento perfeito, assegura a irmã do triatleta, Júlia Grilo
amante rosa grilo
Francisco Moita Flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, viúva do triatleta
Francisco Moita Flores
Rosa Grilo, à saída da PJ
Francisco Moita Flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Francisco Moita Flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores
Rosa Grilo, triatleta, Luís, assassinado, crime, homicídio, suspeita, carta, prisão, francisco moita flores

É público que Rosa Grilo, detida em Tires por suspeitas de envolvimento no assassinato do marido Luís Grilo, gosta de escrever cartas para passar o tempo. Já escreveu duas missivas ao cronista da 'TV Guia' e ex-inspector da Polícia Judiciária, Francico Moita Flores – inclusive com ameaças –, que mereceram respostas duras do antigo PJ.

Os Serviços Prisionais do Estabelecimento Prisional de Tires intercetou uma carta da viúva do triatleta dirigida ao amante, António Joaquim, também suspeito no crime. Segundo avança o 'CM', Rosa Grilo pretendia acertar a versão sobre a morte do marido, cujo corpo foi encontrado a 24 de agosto na região de Avis.

Rosa Grilo foi presa por ser suspeita da morte do marido, o triatleta Luís Grilo
Rosa e Luís eram felizes e tinham um casamento perfeito, assegura a irmã do triatleta, Júlia Grilo
Luís Miguel Grilo
Rosa Grilo, viúva do triatleta
Luís Miguel Grilo tinha 50 anos
Corpo de Luís Miguel Grilo foi encontrado, por acaso, num local ermo, no meio de vegetação. Polícia Judiciária tenta esclarecer as circunstâncias da morte
Rosa Grilo, à saída da PJ
Luís Miguel Grilo
Rosa e Luís eram felizes e tinham um casamento perfeito, assegura a irmã do triatleta, Júlia Grilo
Luís Miguel Grilo
Rosa Grilo, viúva do triatleta
Luís Miguel Grilo tinha 50 anos
Corpo de Luís Miguel Grilo foi encontrado, por acaso, num local ermo, no meio de vegetação. Polícia Judiciária tenta esclarecer as circunstâncias da morte
Rosa Grilo, à saída da PJ
Luís Miguel Grilo

A suspeita pretendia que o funcionário judicial não a envolvia no homicídio, mas o Ministério Público apreendeu a carta, considerando que era mais uma prova do seu envolvimento.

Recorde-se que Rosa Grilo também escreveu uma carta à ex-mulher do amante, António Joaquim, onde dizia que o funcionário judicial estava inocente e pedia-lhe que a perdoasse. Dizia ainda que ela sabia do crime, que tinha tirado a arma da casa do amante, mas que este não estava envolvido.

Rosa Grilo e Diana Fialho, presas por crimes de homicídio, conheceram-se na prisão de Tires

As versões de Rosa Grilo relativamente ao crime têm sofrido alterações ao longo do tempo. Desde um esquema levado a cabo por três angolanos, a tráfico de diamantes ou uma cabala da Justiça, foram já diversas as teorias da viúva numa tentativa de justificar a morte do marido.  

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável