Notícia

Exclusivo

Wallenstein reage à polémica dos deveres parentais: "Isso é um assunto privado"

A mãe do filho bebé decidiu libertá-lo das responsabilidades parentais, tornando pública uma decisão consensual do ex-casal. Esta segunda-feira, dia 6, à porta do tribunal o ator irritou-se com o tema e recusou-se a falar por o considerar "um assunto privado".
Por João Bénard Garcia | 06 de fevereiro de 2017 às 20:14
...
Wallenstein reage à polémica dos deveres parentais: "Isso é um assunto privado"

O ator José Wallenstein, de 57 anos de idade, recusa-se a falar sobre o processo que a ex-companheira abriu no tribunal para o libertar das responsabilidades parentais em relação ao bebé António, o filho que teve há dois anos e meio com a arquiteta e consultora Filipa Galante, de 41. "Não vou falar sobre isso. É um assunto da minha vida privada. Conversa fechada", disse, em tom irritado, à porta do palácio da justiça de Torres Vedras, a comarca onde decorreu a primeira audiência do processo 2130/16.8T8TVD.

Depois de se ter desdobrado em entrevistas para várias revistas e também televisões sobre o bebé que a então companheira trazia no ventre e mesmo depois de António ter nascido – ou após tem posado sorridente para as objetivas dos fotógrafos quando o ex-casal aderiu à criopreservação de células estaminais através da empresa 'Cytothera', ganhando para o efeito um pacote Plus -, o ator que desempenha o papel de inspetor Joaquim Fernandes na novela 'Ouro Verde', na TVI, só agora é que não aceita falar sobre o filho António, em especial sobre um assunto que a sua ex-companheira decidiu, livremente, tornar público no site FLASH!, no passado dia 19 de janeiro.

...
O ator e a ex-companheira chegaram na mesma viatura

Uma hora depois desta nesta segunda-feira, dia 6 de fevereiro, ter entrado no tribunal de Torres Vedras acompanhado pela mãe do filho António, José Wallenstein aceitou falar para o site FLASH!, mas, além de ter defendido que o assunto é "privado", afirmou: "sei que é o seu trabalho, mas sabe, há uma regra em sociedade: não faça aos outros o que não gostaria que lhe fizessem a si", sublinhando ainda duvidar se o facto de ser "figura pública" torna o assunto relevante: "acho que não", disparou.

"NÃO TINHA VONTADE DE SER PAI"

O site FLASH! acompanhou esta segunda-feira à tarde, dia 6, a entrada e a saída do ex-casal do tribunal de Torres Vedras na primeira audiência de regulação das Responsabilidades Parentais do pequeno António Galante Franco Wallenstein, de dois anos e meio. A 19 de janeiro, Filipa Galante assumiu publicamente ter aberto um processo para libertar José Wallenstein de todas as responsabilidades parentais, incluindo pagamento de pensão de alimentos e visitas quinzenais obrigatórias, assumindo ela sozinha a guarda e sustento do filho António.

...
O casal a entrar no tribunal de Torres Vedras

"Respeitando as decisões do Zé [José Wallenstein], fui ao tribunal e dei entrada de um pedido judicial de guarda total do António, no sentido de dar o direito ao Zé de renunciar às suas responsabilidades parentais", adiantou então a mãe do menino, que, um mês antes, tinha aberto um processo para oficializar a alegada vontade do ator de se desvincular das responsabilidades de pai em relação à criança de dois anos e meio.

"Não posso obrigar o Zé a ser pai", declarou então Filipa Galante, antes de explicar os contornos do caso: "O Zé nunca me disse para fazer um aborto. O que sempre me disse é que não tinha vontade de voltar a ser pai. Mas deixou claro que respeitava a minha decisão. Deu o nome ao António, assumiu a paternidade. O António tem um pai. Mas se ele manifesta a intenção de não assumir a responsabilidade – que é diferente de assumir a parentalidade –, então tenho que aceitar", contou.

...
José Wallenstein confrontado à saída do tribunal pelo site FLASH!

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;