'
C•Studio
Saiba Mais

C•Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do universo Cofina.
Aqui as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

C-Studio

Quer perder peso? Atenção às bactérias!

Há bactérias que habitam o nosso intestino com uma importância de peso – literalmente – no controlo do apetite e no emagrecimento. Quer saber quais são?
23 de junho de 2022 às 12:47
2022-06-15_11_38_44 GettyImages-482149095.jpg

Poderá parecer paradoxal que, na mais avançada era tecnológica, as doenças autoimunes, as alergias, os problemas do foro psicológico ou a obesidade não parem de aumentar. Só por si, o excesso de peso – esse mal que atinge mais de metade da população portuguesa – retira anos de vida saudável e implica um risco acrescido para o desenvolvimento de diversas patologias (cardiovasculares, neurodegenerativas, oncológicas, musculoesqueléticas ou a diabetes).

Recentemente, a ciência começou a reconhecer a importância da população anónima que vive no nosso intestino, cuja função vai muito além da absorção de nutrientes. O intestino, antes um órgão quase menosprezado, é hoje considerado o "segundo cérebro". Porquê? Porque tem uma palavra a dizer quando o assunto é saúde e bem-estar. Mais: também é nas bactérias do intestino que reside a resposta para controlar o peso.


Microbiota vista à lupa



Face à evidência, há que ver com novos olhos o behind the scenes do intestino. Triliões de microrganismos, entre bactérias, fungos, vírus e protozoários, aqui trabalham desde que nascemos.

Esta imensa comunidade que escapa à vista, denominada microbiota, suporta a nossa vida e o nosso bem-estar físico e mental: produz vitaminas que somos incapazes de fabricar, decompõe a comida para que dela se possam extrair os nutrientes de que necessitamos, fortalece o sistema imunitário, fornece substâncias anti-inflamatórias, regula o humor (é no intestino que se produz grande parte da serotonina, uma das famosas hormonas da felicidade) e é vital na monitorização do equilíbrio metabólico e dos gastos energéticos.


Garantir uma microbiota diversa, equilibrada e harmoniosa é meio caminho andado para evitar o surgimento de muitas doenças, entre as quais a obesidade.






Diálogo intestino-cérebro



Resultado da crescente investigação que tem vindo a ser feita nos últimos anos, o intestino é considerado o nosso segundo cérebro, com um sistema nervoso formado por milhões de neurónios que funciona autonomamente.

Através do eixo intestino-cérebro, estes dois órgãos comunicam, num complexo e contínuo "diálogo" cujo sucesso depende da harmonia da população microbiana que habita o intestino.


Quando a microbiota está equilibrada, a comunicação é feita de forma harmoniosa; mas quando há desequilíbrio (ou disbiose) podem surgir problemas de saúde.




Para emagrecer, dê mais peso às enterobactérias



Para muitas pessoas, atingir e manter um Índice de Massa Corporal (IMC) normal – o parâmetro que demonstra se o peso está adequado à altura – é uma batalha que não dá tréguas. Porém, hoje sabe-se que uma microbiota intestinal desequilibrada torna-se incapaz de regular o apetite, a saciedade e o armazenamento de energia, dificultando a manutenção e a perda de peso.

Por outras palavras, perder aqueles indesejáveis quilos a mais já não é uma mera equação de ingerir menos calorias do que as que gastamos. O problema pode passar pelo intestino e a solução encontra-se nas bactérias. Ou melhor, nas enterobactérias.

São muitos os estudos que comprovam que estirpes específicas como a Hafnia alvei HA4597 influenciam o nosso índice de massa corporal e são importantes aliadas no controlo do peso. A explicação é simples: estas enterobactérias produzem uma proteína – a ClpB – que atua no controlo do apetite, eliminando a fome e gerando a tão apetecida sensação de saciedade (essa que é a melhor arma para não cair em tentação).



O braço-direito na perda de peso



Não restam dúvidas. Para perder peso, há que aumentar o número de enterobactérias. Como? SYMBIOSYS Satylia® é um suplemento alimentar para adultos que combina a estirpe probiótica única Hafnia alvei HA4597 com os minerais essenciais zinco (que contribui para o metabolismo normal dos macronutrientes, incluindo hidratos de carbono e ácidos gordos) e crómio (que ajuda na manutenção dos níveis normais de açúcar no sangue).

Lançada pela Biocodex, uma empresa farmacêutica familiar francesa fundada em 1953 que desenvolveu e comercializou a primeira estirpe de levedura probiótica do mundo e que é, atualmente, uma referência internacional na área da microbiota, a inovadora fórmula Satylia® é o resultado de 15 anos de investigação no campo do equilíbrio metabólico.



Emagrecer com saúde está nas suas mãos. Como complemento de uma alimentação variada e equilibrada e de um estilo de vida saudável, o seu novo aliado na perda de peso já está disponível nas farmácias e parafarmácias.



SUPLEMENTO ALIMENTAR. Toma diária recomendada é de 2 cápsulas. Os suplementos alimentares não substituem uma dieta variada nem um estilo de vida saudável. Para mais informações consultar a rotulagem. Contacto: Biocodex Unipessoal Lda., Avenida Da República 18, 11°, 1050-19 Lisboa, NIPC 515036684. Email: info@biocodex.pt. Tel:211319134

ST.0018/2022

Partilhar