'

Notícia

A FLASH! já está no WhatsApp.
Siga-nos!
Seguir
Casas Reais

O que esconde o Palácio de Buckingham? Há sinais de que o cancro de Carlos III pode ser (muito) grave

Tocam os alarmes em Inglaterra e, um pouco, no mundo inteiro. O rei, que ainda há tão pouco tempo chegou ao trono, está doente e já se fala que William pode ser chamado a assumir as suas responsabilidades bem mais cedo do que esperado.
06 de fevereiro de 2024 às 09:23
O rei Carlos III já saiu do hospital
Rei Carlos III e Camilla
Rei Carlos III e Camilla
Rei Carlos III e Camilla
Rei Carlos III e Camilla
Rei Carlos III
Rei Carlos III
Rei Carlos III
Rei Carlos III
Rei Carlos III e Camilla
Rei Carlos III e Camilla
Rei Carlos III e Camilla
Rei Carlos III e Camilla
Rei Carlos III
Rei Carlos III
Rei Carlos III
Rei Carlos III
"Durante o recente procedimento hospitalar do rei por um aumento benigno da próstata, foi observada uma questão separada de preocupação. Testes de diagnóstico subsequentes identificaram uma forma de cancro", anunciou esta segunda-feira, 5 de fevereiro, o Palácio de Buckingham informando que Carlos III está doente

Não foram dados mais pormenores sobre o diagnóstico, sabendo-se apenas que não se trata de um cancro da próstata. Esta notícia caiu que nem uma bomba entre os Windsor, tendo inclusivamente apanhado o monarca completamente desprevenido.

 Fontes próximas do rei falam em "choque". Carlos encontrava-se em Sandringham a recuperar da recente intervenção quando foi informado do seu estado de saúde. 

"Estava a recuperar bem, embora revelando um pouco de impaciência, pois estava com muita vontade de regressar ao trabalho", afiança uma fonte à 'Vanity Fair'.

"O diagnóstico de cancro foi um choque para o rei e para toda la família, mas Carlos vai receber o melhor cuidado médico possível e esperamos que tenham detetado este cancro a tempo", diz ainda a mesma fonte. Entretanto, e perante estas notícias fala-se que o príncipe William possa ser chamado - mais cedo do que estava previsto - a assumir as suas responsabilidades de herdeiro do trono.

Entretanto, os súbditos consideram que a família real não está a revelar dados importantes sobre o verdadeiro quadro clínico do monarca. Há dois sinais que apontam para algo bem grave. O primeiro desses sinais foi o que Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, disse sobre Carlos III: "Estou muito preocupado", atirou o político ao falar do rei de Inglaterra.

Já a viagem relâmpago de Harry também é o segundo sinal de que a doença pode ser (muito) grave. Logo que foi informado da doença, o filho mais novo de Carlos III tomou uma decisão: viajar o quanto antes para Inglaterra para se encontrar com o pai e poder-lhe prestar todo o apoio que ele vai precisar neste momento tão difícil. Harry já embarcou em Los Angeles rumo a Londres.

Saber mais sobre

Vai gostar de

você vai gostar de...

Mais Lidas

+ Lidas