'

Notícia

Bronca

Continua a ser medicada! O relato impressionante de Leonor Poeiras em tribunal

A antiga apresentadora exige 1,3 milhões de euros à TVI, após dispensa da estação ao fim de 17 anos de trabalho, e fala em humilhações, mágoa e pânico.
02 de julho de 2022 às 11:59
Caso de Leonor Poeiras contra a TVI chega à Justiça
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras
Leonor Poeiras

Já arrancou o processo judicial que Leonor Poeiras, de 42 anos de idade, colocou contra a TVI, após, em 2020, ter sido dispensada do canal sem qualquer fundamentação nem indemnização. Em causa está o facto da apresentadora ter trabalhado sempre a recibos verdes durante 17 anos, tendo celebrado vários contratos de prestação de serviços. Agora, pede ao juiz quase 1,3 milhões de euros.

Em tribunal, Leonor Poeiras fez duras acusações à TVI e arrasou Nuno Santos, então diretor de Programas, dizendo que este foi "muito injusto e desagradável" com ela. Segundo a revista ‘TV 7 Dias’, que teve acesso ao depoimento de Leonor Poeiras no tribunal, esta disse tudo a Nuno Santos, numa reunião, em 28 de maio de 2020. "Enquanto meu diretor, foi muito injusto e desagradável. Eu estava preocupada por, em cinco meses, apenas ter trabalhado 11 dias úteis e já vinha com queixas para essa reunião. Durante toda a reunião ele foi muito desagradável comigo, muito paternalista, e sempre a subestimar-me."

Leonor Poeiras tentou perceber a razão de não ter sido chamada para alguma emissão especial e a resposta de Nuno Santos terá sido: "O líder faz as suas escolhas, e tu podes não gostar das escolhas que faço." A apresentadora acrescentou: "A minha outra questão foi: a TVI está sem rumo e queria formalizar a nossa relação. Foi aí que ele disse que não havia nada a formalizar, que não tinha qualquer vínculo com a TVI. Magoou-me ouvir isto de um estranho. Disse que estava fora de questão fazer contrato e que não tinha nada para mim. Que podia ir procurar noutro sítio, nomeadamente na Antena 3. Isto foi humilhante."

Depois deste episódio com o atual diretor de Informação da CNN Portugal, Leonor Poeiras ficou de rastos. "Fiquei com uma depressão e sou medicada até aos dias de hoje. A nível pessoal, ouvir um diretor dizer que não tem nada para mim deixou-me em pânico", assumiu a apresentadora, no tribunal.

Vai gostar de

você vai gostar de...

Mais Lidas

+ Lidas

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever