'

Notícia

Big Brother Famosos

Toy rejeita 'Big Brother Famosos' da TVI: "Nem por 10 milhões de euros"

Cantor garante que dinheiro nenhum o faz estar fechado numa casa. Diz que só aceitava um convite para um 'reality show' deste género se um familiar ou filho precisasse, pois, por isso, até se prostituiria.
Por João Bénard Garcia | 29 de dezembro de 2021 às 12:47
Ele vai a todas! Toy nunca diz que "não"
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
toy
Nos últimos dois anos, condicionados pela pandemia, o cantor Toy, 58 anos de idade, reinventou-se e é um dos músicos mais requisitados pelas televisões nacionais sem excepção, com especial destaque para a participação na novela 'Amor Amor', na SIC, em que foi o autor da grande maioria das canções.

Apesar de ser uma figura muito apetecida pelas diferentes estações, e com o 'Big Brother Famosos' prestes a estrear – 2 de janeiro –, Toy não esclarece se foi uma das celebridades convidadas para o novo reality show da TVI, que vai ter apresentação de Cristina Ferreira. No entanto, é categórico numa certeza: "Não entro [no 'BB Famosos'] por dinheiro nenhum."

Em entrevista à TV Guia, o músico recorda o convite de José Eduardo Moniz, que recebeu no passado e que declinou de forma convicta. "A primeira vez que fui convidado para uma coisa dessas foi há muitos anos. Tinha acabado a novela 'Olhos d’Água' e veio uma novela a seguir com a Fernanda Serrano, gravada no Douro. Eu estava num hotel na Régua e recebi uma chamada do José Eduardo Moniz. (...) Era para entrar no 'Big Brother Famosos' e eu disse que não."

"Peça-me tudo o que quiser. Já fui cantar de borla os parabéns à TVI para si com a minha guitarra, a pedido do Luís Cunha Velho, e faço tudo, mas no Big Brother não entro", respondeu Toy na altura a José Eduardo Moniz.

"Quem merece estar preso, em prisão domiciliária, estará provavelmente. Eu acho que não mereço! Fiz a 'Casa do Toy', mas era na minha casa, com a minha família, com os meus amigos. (...) Não roubei bancos, não sou pedófilo, portanto, podem andar atrás de mim. Agora, entrar numa casa e ter de me sujeitar a isso? Nem me passa pela cabeça", justifica à mesma publicação.

A única e remota razão que o poderia demover a participar num reality show e a ficar fechado numa casa, seria para ajudar um familiar em dificuldade: "Se tivesse um familiar a precisar de dinheiro, se estivesse muito aflito ou um filho que necessitasse, faria qualquer coisa. Até me prostituía ou faria o que quisessem para salvar a vida de um filho. Mas, neste momento, não. Nem por 10 milhões de euros entrava no 'Big Brother'. Não ia. O dinheiro não é tudo.

Leia a entrevista completa na edição desta semana da TV Guia, já nas bancas.

Vai gostar de

você vai gostar de...

Mais Lidas

+ Lidas

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever