'
Carlos Rodrigues
Carlos Rodrigues Grelha da Semana

Notícia

Um título à BTV

O sistema muito particular que existe no futebol em Portugal, em que um clube transmite os jogos no seu próprio canal, foi posto à prova de uma forma que até parece de encomenda. Só um lunático imaginaria que o Benfica iria transmitir na sua televisão os festejos do principal adversário em pleno estádio da Luz. Aconteceu o absurdo – uma equipa festejava o 30º título de campeã, mas a realização mostrava os jogadores da equipa derrotada que termina o campeonato no terceiro lugar.
12 de maio de 2022 às 15:19
...
FC Porto, festa, campeão Foto: Instagram/FC Porto

Quando algo pode correr mal, acaba mesmo por correr. O sistema muito particular que existe no futebol em Portugal, em que um clube transmite os jogos no seu próprio canal, foi posto à prova de uma forma que até parece de encomenda. Na penúltima jornada do campeonato, o Benfica recebia o FC Porto e bastava um empate para os dragões fazerem a festa. Só um lunático imaginaria que o Benfica iria transmitir na sua televisão os festejos do principal adversário em pleno estádio da Luz. Isso significaria amplificar em direto uma humilhação monumental. Ora, um título de futebol sem festejos é um enorme dano para a indústria, que vive de fazer felizes os adeptos que amam e pagam a modalidade. Foi por essa razão que as instituições do futebol se desmultiplicaram ao longo da semana para verificarem como seria torneado esse problema pelas outras estações.

Na verdade, só quando a festa se mudou para as ruas da cidade do Porto e de todo o País é que houve diretos de festa. Dentro do estádio, aconteceu o absurdo – uma equipa festejava o 30.º título de campeã, mas a realização mostrava os jogadores da equipa derrotada que termina o campeonato no terceiro lugar. O espetáculo televisivo foi deplorável, mas teve o enorme mérito de chamar a atenção para os riscos, desportivos, económicos e também éticos de permitir que um clube transmita os jogos no seu canal. O próprio Benfica devia abdicar de estar sujeito a um problema destes.   

PROGRAMAÇÃO - 'THE VOICE KIDS' 

...
'The Voice Kids' Foto: RTP

Numa altura em que a RTP tem sido muito criticada, e merece, é justo reafirmar a boa política de escolha e programação dos grandes formatos familiares ao domingo. 'The Voice Kids' volta a dar uma alternativa de qualidade aos espectadores no serão do dia da semana em que a TVI se afunda cada vez mais no 'Big Brother' e a SIC procura responder na mesma (má) moeda. 

INFORMAÇÃO - PORTO NACIONAL

...
Porto nacional Foto: Instagram/FC Porto

Logo depois da situação ridícula a que a BTV sujeitou o futebol, dando imagens do plantel do Benfica quando o FC Porto festejava um título, eis que a festa passou para as ruas de todo o País, provando que o clube do Norte já tem uma dimensão nacional e atravessa gerações e estratos sociais. Cobertura eficaz e de qualidade de todos os canais, que estavam de facto em todo o País. Este ano, houve a novidade da passagem do campeão por Fátima a caminho da Cidade Invicta. Um momento único, proporcionado por Sérgio Conceição.

DESCE - PINTO DA COSTA

...
Pinto da Costa

Em todos os títulos é assim: aproveita o palco da vitória para zurzir à esquerda e à direita. Este ano, Varandas, Costa e Marcelo foram os grandes alvos. Representa o FC Porto do passado, em vias de ser substituído, com enorme vantagem reputacional, pelo clube que vê em Sérgio Conceição o líder do futuro.  

DESCE - CRISTINA FERREIRA  

...
Cristina Ferreira Foto: Instagram

Procura defender 'Rua das Flores' colocando o 'Big Brother' nos 15 minutos finais, antes do 'Jornal das 8'. Não chega. A novela é má demais e atrapalha a estação, cada vez mais próxima da SIC, apesar daquele flop. Se a TVI tirar rapidamente 'Rua das Flores' das 7 da tarde chegará finalmente à liderança.

DESCE - FÁTIMA LOPES  

...
Fátima Lopes

É um raro, mas grave, erro de comunicação. Numa altura em que Fátima Lopes está em dificuldade no regresso à SIC, a estação anuncia que ela voltará a um formato de há quase duas décadas, o 'All You Need is Love.' Ora, isso reforça a ideia de que a apresentadora é um valor do passado.

Mais notícias de Grelha da Semana

A cantiga é uma arma

A cantiga é uma arma

A cantiga é uma arma, diz-se com razão em Portugal, num princípio fundador da música de intervenção. A politização do Eurofestival foi sempre um fator que relativizou a sua importância. Mas o mundo mudou, e as causas irrelevantes do sociedade de consumo foram trocadas pela necessidade real, bruta e imperiosa de defender a paz e a resistência ucraniana contra o invasor russo.
Um título à BTV

Um título à BTV

O sistema muito particular que existe no futebol em Portugal, em que um clube transmite os jogos no seu próprio canal, foi posto à prova de uma forma que até parece de encomenda. Só um lunático imaginaria que o Benfica iria transmitir na sua televisão os festejos do principal adversário em pleno estádio da Luz. Aconteceu o absurdo – uma equipa festejava o 30º título de campeã, mas a realização mostrava os jogadores da equipa derrotada que termina o campeonato no terceiro lugar.
Marta Louro

Marta Louro

A Marta Louro cresceu numa família que lhe passou os valores do trabalho, da coragem e do sacrifício em prol de um bem maior. Partilhava conhecimentos com colegas da sua geração, incentivava-os, num sinal do bom caráter que era o seu. Ajudava de forma altruísta quem a procurava.
Um homem simples

Um homem simples

Parecia uma simples celebração da vitória eleitoral, mas na verdade era alta política. O presidente Macron, no último mandato, quer construir o mito de homem simples, do povo, decidido a unir a França e os franceses.
A monocultura de grelha

A monocultura de grelha

Repetir fórmulas de sucesso à exaustão é uma velha tentação de qualquer programador. É normal que assim seja. A dificuldade é sempre perceber em que momento se deve parar.
'Ídolos' sem açúcar

'Ídolos' sem açúcar

A versão estreada esta semana pela SIC é uma espécie de 'Ídolos' light, sem açúcar. Confundindo entretenimento com exigências politicamente corretas, os responsáveis pelo programa, ou a estação, decidiram cortar a parte mais interessante e suculenta, e criaram um divertimento insípido, inodoro e incolor, destinado provavelmente a perder.

Mais Lidas

+ Lidas