'
Luísa Jeremias
Luísa Jeremias No meu Sofá

Notícia

'Narcos', 'Sai de Baixo' e 'Vale a Pena Ver de Novo'

Bruna é uma menina inteligente: sabe que tem de valer por si, não por estar ao lado deste ou daquele. É senhora do seu nariz e até se pode fazer de tonta ou fofinha, volta e meia, mas está a perceber tudo o que se passa à sua volta.
10 de junho de 2022 às 06:00
...
Bruna Gomes

Hoje vamos falar de séries da vida real. Estranho? Nada. Eu explico, mas por partes.

Começamos pelo mais engraçado. Na gala de domingo de 'Big Brother - Desafio Final', que consagrou Bruna vencedora do reality show mais famoso de sempre, Flávio Furtado comparou a brasileira à personagem Magda, da famosa sitcom da Globo, 'Sai de Baixo.' "Lembra da Magda?", perguntou-lhe. "De vez em quando você fazia lembrar-me ela."

Nada mais bem comparado. Bruna tem tiques da personagem da sitcom de Miguel Falabella. Magda era a mulher do Caco Antibes, pobre "metido a rico", com a mania das grandezas e uma mulher apaixonada que se fazia de burra. Fazia, porque de burra nada tinha. Ora, Bruna é um pouquinho assim. Esteve em duas edições seguidas do 'Big Brother', viu o namorado (à antiga, uma vez que nunca se envolveram à frente das câmaras) vencer e a seguir aceitou o desafio de voltar a concorrer a solo e saiu do programa com o prémio na mão. Bruna é uma menina inteligente: sabe que tem de valer por si, não por estar ao lado deste ou daquele. É senhora do seu nariz e até se pode fazer de tonta ou fofinha, volta e meia, estilo Magda, mas está a perceber tudo o que se passa à sua volta. E, quando menos se esperar, sai "da série", da ficção onde aceitou participar e parte para outro projeto a solo. Porque ninguém melhor do que ela sabe o que quer da vida.

E já que falamos em duas figuras do 'Big Brother', vamos falar da alucinante série 'Narcos', mas em versão portuguesa. O episódio dos familiares (marido, pai) dos antigos concorrentes Sónia e Edmar, é um thriller improvável. Mas aconteceu. A polícia desmantelou a "quadrilha" cujos detalhes de como se formou estão por explicar em próximos episódios. Não é que seja novidade antigos concorrentes envolvidos em casos de polícia. Mas esta superou os argumentos mais imaginativos.

Finalmente, 'Lua de Mel', a nova novela da SIC, é um 'Vale a Pena Ver de Novo' no que toca a personagens. Recuperam-se antigas personagens de outras tramas, baralha-se e volta-se a dar e está resolvido. A ideia é gira? É. É um bocadinho preguiçosa? Também. E que resultados terá. Isso veremos. É cedo para fazer apostas em produtos não testados.

Mais notícias de No meu Sofá

A televisão que nos faz acreditar que é possível

A televisão que nos faz acreditar que é possível

Se 'The Voice' já é um dos melhores programas de entretenimento em Portugal, pautando-se pelo rigor, pela procura da qualidade musical, sem apelar a facilitismos nem cair em "qualquer coisa basta", a sua versão infantil ganha por ser ainda mais emotiva.
A criação de estrelas que não existem

A criação de estrelas que não existem

Este é aquele momento em que nos perguntamos: para onde estamos a caminhar? Estamos na era dos chicos-espertos que fazem qualquer coisa para ter mais fama, ganhar mais dinheiro, sem olhar sob si próprio e sob os seus talentos?
'Narcos', 'Sai de Baixo' e 'Vale a Pena Ver de Novo'

'Narcos', 'Sai de Baixo' e 'Vale a Pena Ver de Novo'

Bruna é uma menina inteligente: sabe que tem de valer por si, não por estar ao lado deste ou daquele. É senhora do seu nariz e até se pode fazer de tonta ou fofinha, volta e meia, mas está a perceber tudo o que se passa à sua volta.
Então e agora, Moniz? Como é que isto se resolve?

Então e agora, Moniz? Como é que isto se resolve?

O 'Big Brother – Desafio Final' termina esta semana e a novela que deveria estar a resultar nos finais de tarde para substituir, tranquilamente, os 'Extra' do 'Big Brother' transformou-se num problema por não ter as audiências esperadas.
Como terminar a noite com Salvador Sobral... e adormecer feliz

Como terminar a noite com Salvador Sobral... e adormecer feliz

Viramos para a RTP, voltamos às bases, e quem nos surge no ecrã: Salvador Sobral. Esse mesmo, o vencedor do Festival da Eurovisão, o que não gosta de dar entrevistas nem de falar sobre si. O que compõe muito e fala pouco. O músico que não tem lugar numa televisão que olha cada vez mais para a música popular (não quero chamar-lhe pimba, por respeito à que não é) e cada vez menos a outros géneros e nomes de primeira linha.

Mais Lidas

+ Lidas