'
Luísa Jeremias
Luísa Jeremias No meu Sofá

Querido Rogério

De repente perdemos a Maria João Abreu (já para não falar de Sara Carreira), o Filipe Duarte, o Pedro Lima e agora temos o Rogério neste ponto. O ponto "mas o que é que vai acontecer". O ponto "e agora?", o ponto "tanto para fazer"... Então, Rogério, vamos ver se nos entendemos: trata de te pôr bom rapidamente. Sabes porquê? Porque já és dos raros. Dos raros que fazes falta no cinema, na televisão, no palco, onde te der na gana trabalhar.

De Cristina a Catarina: o que as distingue?

'É Urgente o Amor' tinha tudo para ser mais um programa lamechas, daqueles que já nos habituámos a ver em todos os canais, a puxar à lágrima fácil, que conta histórias de gente anónima que por alguma razão decide dar a cara e aparecer na televisão para expor a sua história. No entanto, o formato é algo totalmente diferente disso. E há uma razão para ter conseguido "dar a volta": Catarina Furtado.

O que vale mais? Talento ou seguidores?

Toda a gente tem direito e dever de evoluir, de crescer. Desde que tenha capacidade para isso, que possa abrir as asas e percorrer os céus mostrando talento. Trocá-lo por seguidores é que não. Ter atrizes e atores no desemprego para dar a vez a quem possa trazer popularidade ao produto televisivo... é pouco.

No futebol como na vida…

Somos uns queridos, nós, neste nosso Portugal. Há coisa de dois meses metemos na cabeça que a pandemia já era, repetimos "isto já não fecha", fizemos nossa a voz de governantes e de "sábios" que espalham doutrina da treta nas redes sociais. Como bons treinadores de sofá, opinámos e fixamo-nos na estrada de forma mais ou menos afoita. Afinal, já estávamos – como não cansávamos de repetir – no "pós-pandemia".

Fake news, banalidades e bons programas

O programa de Filomena, provavelmente dos melhores projetos de televisão dos últimos anos, é um murro no estômago para quem assiste e quem faz televisão e se questiona sobre para onde caminhamos neste mundo, onde as banalidades imperam e sobre o que levamos para casa das pessoas. E é um murro espetacular!

Sara, ou como fazer o bem numa causa maior

Quando o mundo desmorona tem de haver sempre uma razão, uma causa, uma motivação para levantar e continuar a marcha em frente, com um novo objetivo. Foi o que Tony Carreira e Fernanda Antunes fizeram e essa é a grande notícia desta semana: o casal encontrou o seu caminho de luz ao criar a Associação Sara Carreira.

Assédio sexual: O país que temos

Ora, dois anos depois do movimento nos Estados Unidos e de as primeiras abordagens ao tema acontecerem em Portugal, a questão do assédio regressa. E o resultado não podia ser mais constrangedor. Basta olhar para as redes sociais e para os comentários às notícias em que a questão é tratada. Os insultos às mulheres que falam sobre o que passaram abundam, por parte de mulheres e de homens. Sem piedade.

Afinal, o que os distingue?

É para tal que serve um diretor de Programas de uma estação, como é Daniel Oliveira, que também olha para as audiências e sabe que "repetições" podem dar origem a confusões, mesmo nos espectadores mais inteligentes. Como tal, não basta "querer e fazer" – como diz Nogueira.

As coisas são mais simples do que parecem

O resultado de All Together Now Kids foi o surgimento de um belo formato de TV, de longe mais apelativo e capaz de prender ao ecrã do que o programa clássico, no ar todos os domingos. Não ganhou a guerra das audiências, é certo. Mas marcou uma posição e, se a TVI "tiver juízo", não deixará escapar esta fórmula.

Os Cúmplices

Os Cúmplices

Mais Lidas

+ Lidas


Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever