'
Paulo Abreu
Paulo Abreu O Tal Canal

Notícia

Cláudio Ramos obrigado a sair do ‘Big Brother’

Qual é o foco e disponibilidade, física e mental, do apresentador no ‘Dois às 10’ à segunda-feira, dia seguinte à gala do ‘reality show’? E nos outros da semana, se tem de acompanhar os seus desenvolvimentos na casa? Sim, João Baião também faz o ‘Domingão’, na SIC, mas, aqui entre nós, ele pode. Tem 58 anos, uma experiência incrível e uma cilindrada topo de gama.
04 de dezembro de 2021 às 07:00
...
Cláudio Ramos

Agora que a CNN Portugal já arrancou, era bom que Mário Ferreira e a sua equipa na Media Capital se preocupassem com a TVI, que não consegue destronar a SIC da liderança das audiências – vai fazendo umas cócegas na ficção nacional e mais nada. E podiam começar logo pelo programa da manhã. ‘Dois às 10’ estreou em 4 de janeiro de 2021, e, quase um ano depois, o balanço é simples: está longe de fazer a diferença na televisão portuguesa e, por isso, ser uma preferência dos espectadores, como os números provam – nos últimos dias, não ganhou um.

Aposta clara de Cristina Ferreira, Cláudio Ramos e Maria Botelho Moniz formam uma dupla cúmplice e empenhada, mas isso é poucochinho. ‘Casa Feliz’, na SIC, com Diana Chaves e João Baião, também não sendo uma pedrada no charco, é muito melhor. Na consistência do projeto, nos conteúdos, nos convidados e nos comentadores.
É verdade que, como Júlia Pinheiro tanto gostava de dizer quando perdia para a concorrência todos os dias, "isto não é uma corrida de 100 metros, mas uma maratona". É verdade que ‘Dois às 10’ ainda não tem um ano de vida, que só está a gatinhar, mas também é verdade que o seu rival só nasceu em 21 de julho de 2020, ou seja, tem apenas 16 meses de existência. Com um "pormaior": se o programa de Diana Chaves e de João Baião foi preparado em cima do joelho e lançado às feras, devido à saída inesperada de Cristina Ferreira, o mesmo já não se poderá dizer do de Cláudio Ramos e de Maria Botelho Moniz, pensado ao detalhe, e com tempo, pela diretora de Entretenimento e Ficção da TVI.

Deixo aqui uma pergunta para reflexão a Mário Ferreira, pois parece-me que Cristina Ferreira não consegue sair da ilha… para ver a ilha, como escreveu José Saramago: faz algum sentido Cláudio Ramos andar a apresentar o ‘Big Brother’? Qual é o seu foco e disponibilidade, física e mental, por exemplo, no ‘Dois às 10’ à segunda-feira, dia seguinte à gala do ‘reality show’? E nos outros da semana, se tem de acompanhar os seus desenvolvimentos na casa? Sim, João Baião também faz o ‘Domingão’, na SIC, mas, aqui entre nós, ele pode. Tem 58 anos, uma experiência incrível e uma cilindrada topo de gama.

Mais notícias de O Tal Canal

‘Pôr do Sol’ é um bálsamo na televisão portuguesa

‘Pôr do Sol’ é um bálsamo na televisão portuguesa

Afinal, é possível sair da zona de conforto para fazer diferente. Já nos bastam bem os programas da manhã, da tarde e do fim de semana na SIC e na TVI serem o que são: mais do mesmo. Parabéns a todos os operários desta novela da RTP1.
Vergonha pegada na TVI: talento ou seguidores?

Vergonha pegada na TVI: talento ou seguidores?

Pouco interessa se foi Cristina Ferreira a falar com Miguel Melo sobre a importância de o ator ter seguidores nas redes sociais. A questão aqui não é essa, é outra: como é que a TVI e a Plural insistem nesta matéria? O que vale mais na televisão? Talento ou sucesso no Instagram? Catarina Gouveia, Helena Coelho, Angie Costa ou Mia Rose são (maus) exemplos.  
Fernando Mendes arrasa Cristina Ferreira: as tretas dos seguidores

Fernando Mendes arrasa Cristina Ferreira: as tretas dos seguidores

Um leigo nestas modernices, o ator vai seguindo o seu caminho – e que caminho! – na televisão. Curiosamente, nos últimos dois anos, “O Gordo” limpou sempre “A Saloia da Malveira”, fosse em ‘Dia de Cristina’, em ‘Cristina ComVida’ ou em ‘Rua das Flores’. Espetáculo!
O povo é soberano

O povo é soberano

Informação da TVI é engolida todos os dias, à hora de almoço e de jantar. Nuno Santos e José Eduardo Moniz vão ter de partir muita pedra… se quiserem ser líderes de audiências.
A “tanga” de Daniel Oliveira

A “tanga” de Daniel Oliveira

O último ‘Alta Definição’, na SIC, com Filipa Nascimento, foi gravado há muito. Vestido à inverno, o apresentador tratou o marido por “namorado” e nem uma pergunta à atriz sobre a gravidez. A isto chama-se enganar o espetador.

Mais Lidas

+ Lidas