'
Paulo Abreu
Paulo Abreu O Tal Canal

Notícia

Eu gosto de ti… pai Tony

Da autoria de David Carreira e interpretada pelo próprio e pela irmã, Sara, ‘Gosto de Ti’ está na ‘playlist’ feita pela Isabel para ouvirmos no carro. A Leonor adora-a e canta-a do princípio ao fim, tal como a mãe. Resta-nos acreditar que os pais e os irmãos vão conseguir, um dia, voltar a sorrir.
12 de dezembro de 2020 às 00:02
...
Sara Carreira, Tony Carreira

‘Gosto de ti’

Quando não estou bem
É a ti que eu acordo nem que seja pra falar
E nessas chamadas perdemos as horas
E já são 3 da manhã
É mais uma madrugada passada
A contar o que estou a passar
E eu sei que em ti posso confiar

Mesmo estando longe estou aí
Só quero que a vida um dia te faça feliz
Tu nem sabes o que és pra mim
E eu nem sei como dizer
O quanto eu gosto de ti
O quanto eu gosto de ti

1. Tenho dois filhos: a Leonor, que fez 11 anos na segunda-feira, e o Vicente, de 3. Não consigo imaginar pior dor do que perder um deles. Não consigo. E já tantos pais passaram por um drama, uma tragédia destas. ‘Gosto de Ti’, da autoria de David Carreira e interpretada pelo próprio e pela irmã, Sara, está na ‘playlist’ feita pela Isabel para ouvirmos no carro. A Leonor adora-a e canta-a do princípio ao fim, tal como a mãe. Gosto da letra, da cumplicidade e transporto-as para os meus. Resta-nos acreditar que, neste mundo que é capaz de nos pregar as piores partidas, os pais, Tony e Fernanda, e os irmãos, Mickael e David, vão conseguir, um dia, voltar a sorrir. Abraço sentido à família.

2. Todos nós cometemos erros, é verdade, e é isso que nos faz crescer, dia após dia. Mas a SIC tem cometido vários, de alguma gravidade, nos últimos dias, e eles não podem passar incólumes. A propósito da morte de Eduardo Lourenço, o jornalista Reinaldo Serrano afirmou que as crónicas do filósofo tinham um prazo de validade, pois todas terminavam com a expressão "Vence". "Em muitos textos, sobretudo em crónicas, dizia ‘Vence, em 2020’, por exemplo, ou seja, aquela crónica tinha uma data de validade."

A gaffe é que "Vence" não tem nada que ver com o verbo "vencer", sendo apenas a cidade francesa onde Eduardo Lourenço vivia e de onde assinava os seus textos. O outro erro diz respeito à peça que a estação de Paço de Arcos emitiu sobre a morte de Pedro Camacho, um dos diretores da Lusa, mas as imagens eram do irmão, Paulo, que foi jornalista da SIC. Como é possível?

3. Se se provar em tribunal que Ljubomir Stanisic, agora estrela da SIC a troco de 15 mil euros por mês, corrompeu agentes da PSP, o chef jugoslavo, que aqui elogiei vezes sem conta, perde um fã. Para sempre.

Mais notícias de O Tal Canal

O pior e o melhor dos Globos de Ouro

O pior e o melhor dos Globos de Ouro

Cadeiras vazias com o avançar da noite, novela ‘Quer o Destino’ e os seus protagonistas ignorados pela SIC, os elogios fáceis a Daniel Oliveira e a esperança de Gouveia e Melo.
Do medo de Daniel Oliveira à falta de democracia na RTP

Do medo de Daniel Oliveira à falta de democracia na RTP

O diretor de Programas da SIC não arriscou quando a TVI de Cristina Ferreira andava nas lonas, e agora – parece – a estratégia passa por jogar ainda mais à defesa. Na estação pública, paga por todos os portugueses, foi inaceitável ver aquele naipe de analistas na noite das Autárquicas.
Teresa Guilherme novamente traída

Teresa Guilherme novamente traída

Cristina Ferreira disse que a TVI tinha memória. Não sei se a perdeu. Sei que a Rainha dos Reality Shows deixou o ‘Big Brother’. Hoje, aos 66 anos de idade, a apresentadora já não diz bem o que pensa, à espera de uma nova oportunidade.
Sopa requentada e o pipi da Cristina Ferreira

Sopa requentada e o pipi da Cristina Ferreira

Com a RTP a caminhar para a sua irrelevância, as duas estações privadas vão anunciando o seu armamento para a ‘rentrée’… para agarrarem espectadores e anunciantes. Mas essas novidades, espremidas, são mais do mesmo. Uma tristeza!
TVI já ganha na ficção

TVI já ganha na ficção

A estação de Queluz de Baixo vence nas novelas, mas continua a perder o dia, por grande diferença, para a SIC. O que falta, então? Falta acertar no entretenimento, por exemplo. Cristina Ferreira, a diretora que tem carta-branca para fazer o que bem entende, não acerta uma.

Mais Lidas

+ Lidas