'
Paulo Abreu
Paulo Abreu O Tal Canal

Notícia

Rodrigo Guedes de Carvalho também chora

O jornalista da SIC está a destacar-se neste período dramático da pandemia Covid-19. Não por egocentrismo ou vaidade. Mas por responsabilidade. Faz bem, tal como confessar que se emociona em casa. Já Marco Horácio deixa muito a desejar.
11 de abril de 2020 às 10:32
...
Rodrigues Guedes de Carvalho, jornalista, jornal da noite, sic Foto: cofina media
1. Quem está a destacar-se na TV, desde que a Covid-19 nos bateu à porta? Resposta pronta: Rodrigo Guedes de Carvalho. Aos 56 anos, com mais de 30 de jornalismo, ganhou um protagonismo inédito. Na SIC e no País. Homem de poucos sorrisos, decidiu com este drama dar as notícias da sua redação, mas também comentá-las, se assim o entender. De deixar a sua opinião. Já deu reprimendas aos portugueses por, logo no início do estado de emergência, terem ido (aos milhares) para a praia, e até já declamou poesia. Nada do que diz ou faz nos passa ao lado. 

Não o está a fazer por egocentrismo ou vaidade. Está a fazê-lo porque sente que o momento é de exceção e acredita que, com a sua responsabilidade, pública e profissional, o deve fazer perante (todos) aqueles que o seguem. Que este é o seu contributo. Faz bem. De quarentena, Rodrigo voltou a surpreender-nos, desta vez sentado em frente ao seu computador:"Vim para casa 7 dias e estou cansado e nervoso, agitado por não estar na frente de batalha. Há tanto para fazer. Vejo o vídeo da TAP e sinto que fala por nós, e, sim, já chorei esta manhã, quero lá saber. Voltaremos a voar."

Depois de José Alberto Carvalho, o jornalista da SIC deu-se também a conhecer mais um pouco na sua intimidade, sem medo das bocas dos camaradas ou dos artistas das redes sociais. Quem disse que um homem não chora? Se defendo que uma estrela de TV não é de ferro, que tem sentimentos e deve assumi-los, agora ainda mais. O mundo mudou. E se for para sermos mais verdadeiros, melhor.

2. Marco Horácio anunciou um dia o adeus à SIC, onde esteve durante 17 anos. Agradeceu e disse que tinha chegado "a hora de seguir em frente". No dia seguinte, a ‘TV Guia’ ligou ao humorista, de 46 anos, e perguntou-lhe, entre outras coisas, se ia para a TVI. A resposta foi esta: "Não há trabalho, nem para mim nem para ninguém… Se houver algum canal que veja em mim potencial nesta altura…" No dia seguinte, a estação comunicou a sua contratação e a estreia de um programa seu de humor. Enfim, Marco, e fico-me por aqui: ‘A Vida Lá Fora’ teve 718 mil espectadores no domingo, com o ‘Circo de Monte Carlo’, na SIC, a fazer à mesma hora 1 milhão e 143 mil.

Mais notícias de O Tal Canal

As piruetas de Cristina Ferreira

As piruetas de Cristina Ferreira

A apresentadora e diretora da TVI trocou as voltas aos portugueses na quarta-feira, a ver onde é o melhor lugar para cada um, inclusive para ela. Sem admitir erros, tentando discreta e impercetivelmente arrumar de forma correta os colegas. Até quando esta desorientação estratégica?
Cristina Ferreira procura-se… e o lambe-botas também

Cristina Ferreira procura-se… e o lambe-botas também

Os três programas megalómanos da apresentadora na TVI correram mal. O que se passa? Até quando? Enquanto isso, anda aí um artista disposto a agradar-lhe… esquecendo-se de que gosta de marcar ‘paparazzi’ para ir sobrevivendo. Enfim, um Zé-ninguém.
Quem quer ser... visionário?

Quem quer ser... visionário?

O futuro da televisão passa mesmo só por Cristina Ferreira e Daniel Oliveira? Tenho saudades de Emídio Rangel e de José Eduardo Moniz, dois verdadeiros “generais”.
Maria do Céu Guerra sempre, Rui Pedro Braz nunca mais!

Maria do Céu Guerra sempre, Rui Pedro Braz nunca mais!

A atriz regressou em boa hora à televisão. Na novela ‘Festa É Festa’, da TVI, é sublime ver a sua arte para representar. Também a saída do comentador desportivo da estação para o Benfica é uma boa notícia para todos nós.
O que falta à TVI

O que falta à TVI

Cláudio Ramos e Maria Botelho Moniz são inferiores a Diana Chaves e João Baião, nas manhãs? Manuel Luís Goucha é pior do que Júlia Pinheiro, à tarde? Cristina Ferreira é assim tão má, no acesso ao prime time, que não ganha sequer um dia aos rivais, como Fernando Mendes? E a estratégia passar a mais “nós” e menos “eu”?
Tony Carreira: um pai destroçado

Tony Carreira: um pai destroçado

Não me interessa se a TVI esmagou nas audiências com a conversa do cantor com Manuel Luís Goucha. O que fica são as palavras de um homem marcado pela dor, mágoa, revolta, tristeza e angústia, que perdeu a filha, de 21 anos, num trágico acidente de viação.

Mais Lidas

+ Lidas