'
Quintino Aires
Quintino Aires Isto é Só uma Opinião

Notícia

Refugo

Num tempo em que a TVI faz um enorme esforço, ou devia fazer, para reconquistar o lugar que teve no passado, fazem lembrar aquelas mercearias antigas onde ninguém se importa há muitos anos.
01 de maio de 2022 às 05:00
...
Cristina Ferreira Foto: Instagram

O que aconteceu à TVI? Sem profissionais que planeiem um programa como o 'Big Brother'? Sem ânimo para pensar a nova edição? Entregaram tudo a estagiários? Fiquei perplexo com a apresentação da nova edição. Mais fastidioso era impossível. Esperava-se mais, muito mais, do programa que ainda vai dando algumas audiências à estação.

Num tempo em que a TVI faz um enorme esforço, ou devia fazer, para reconquistar o lugar que teve no passado, fazem lembrar aquelas mercearias antigas onde ninguém se importa há muitos anos. Aquelas lojas de esquina que trabalhavam os mínimos e se desse, dava. Se não desse, também ninguém se preocupava. Depois da gala, ainda fiquei mais algum tempo a assistir à emissão. Difícil de acreditar.
Os concorrentes mais pareciam divorciados num baile de domingo à tarde. Como gente fora de tempo, que sem entenderem a nova etapa que é ser divorciado, se comportam como adolescentes à procura de sucesso pela primeira vez. Foi o que senti, tudo histérico, mas sem conteúdo. A falta de empenho da TVI para fazer um bom programa resultou nesta edição de refugo.
A mesma sensação terá tido a Cristina, e por isso precisou dizer que eram os melhores. Mais pareceu uma cena de gato escondido com rabo de fora. Talvez assim ninguém reparasse que o grupo é medíocre e enfadonho. No momento de entregar este texto, apenas uma encenaçãozinha entre Catarina Siqueira e Ana Barbosa e um entalanço do Quinaz à Débora, que se armou em esperta.

Ainda fui ver o Dioguinho, na esperança de descobrir mais alguma coisa interessante para comentar, mas não havia nada. A maioria das notícias são sobre ex-concorrentes. Os que estão lá dentro são tão amorfos, que os espectadores têm mais interesse no que os bons cá fora fazem, do que no que acontece com os de terceira categoria lá dentro. É difícil entender esta escolha numa estação que precisa recuperar.

Mais notícias de Isto é Só uma Opinião

Robôs sem alma

Robôs sem alma

Já toda a gente sabe que sou fã da Ana Barbosa. Mas sobre esta questão não se trata de ser Ana ou qualquer outro concorrente. Se os humanos têm emoções, se os humanos gritam, têm impulsos e se emocionam, os concorrentes que estão dentro de um reality show também fazem tudo isso. Talvez que para além da Ana, dentro da casa só estão robôs sem alma.
Coragem

Coragem

Um grupinho de gente a tentar sobressair, mas que ainda não percebeu o que é um reality show. Por isso apenas representam papéis socialmente corretos. Concorrentes sem coragem, e por isso mesmo desinteressantes. Mas há uma exceção, Ana Barbosa.
Refugo

Refugo

Num tempo em que a TVI faz um enorme esforço, ou devia fazer, para reconquistar o lugar que teve no passado, fazem lembrar aquelas mercearias antigas onde ninguém se importa há muitos anos.
Amores forçados

Amores forçados

A teimosia da TVI em forçar o namoro entre a Bruna e o Bernardo é uma traição aos telespetadores do 'Big Brother Famosos.' Nada contra o namoro dos dois. Têm um ar simpático, são giros e bem-dispostos. Certamente seriam um casal muito feliz. Mas o namoro entre os dois não é o propósito do programa nem surgiu espontaneamente.
A raiva do Marco

A raiva do Marco

Todos nos lembramos dos primeiros dias na casa do 'Big Brother Famosos 2.' Pelo menos em relação ao Marco todos temos bem claro na nossa memória o superaltruísta que a todos cuidava, orientava, aconchegava e acolhia. Na verdade, tudo teatro. Não há altruísmo, nem mesmo Gandhi ou Madre Teresa de Calcutá.
Extremamente Perigosa

Extremamente Perigosa

A atitude da Marie é ainda mais grave quando diz à Bruna que sentiu medo por ela, o que pode induzir na Bruna sentimentos de medo e de rejeição em relação ao Bernardo. Tudo isto é muito grave.