Carlos Rodrigues
Carlos Rodrigues Televisão meu amor

Notícia

O futebol é para ricos?

O Benfica-Sporting deu um resultado histórico ao canal 1 da RTP, mas os jogos constituem um dos maiores erros de percepção do universo televisivo: dão muita audiência, mas têm fraca rentabilidade.
09 de agosto de 2019 às 17:55
...
O futebol é para ricos?
Foto: Cofina Media

O futebol é um produto caro para a televisão e cada vez haverá menos transmissões de grandes jogos em sinal aberto. Para um canal que vive unicamente da publicidade, rentabilizar o dinheiro gasto com o futebol é muito difícil, porque as partidas só têm um intervalo, e ele acontece sempre a uma hora previsível, ou seja, ao fim de sensivelmente 45 minutos de espetáculo.

Essa previsibilidade facilita a contra programação feita por outros canais, método através do qual os concorrentes procuram maximizar o zapping dos espectadores que estão a acompanhar a partida, combatendo assim a audiência obtida pela publicidade, e, consequentemente, a receita do canal detentor da transmissão. Será raro, ou mesmo inexistente, o jogo de futebol que dá lucro a uma televisão de sinal aberto – o mesmo se aplica à Seleção, às taças e supertaças, à Liga Europa e à Liga dos Campeões. Este é o verdadeiro motivo pelo qual os jogos de futebol estarão cada vez mais acantonados em canais pagos – seja a Sport TV, a BTV ou a Eleven. Estações que vendem aos espectadores as transmissões em direto, em troca de uma assinatura mensal, receita com a qual procuram rentabilizar o investimento.

Se o futebol é deficitário para as televisões em sinal aberto, a verdade é que, como é cada vez mais raro, tende a juntar multidões – e, por isso, as maiores audiências do ano são sempre os jogos de futebol. Trata-se de um dos maiores erros de perceção do universo televisivo, e que costuma ser rentabilizado, unicamente, em marketing dos canais, que rodeiam o jogo em si de diversas iniciativas em direto, antes e depois do futebol. Isso aconteceu, de novo, com a Supertaça de domingo passado, entre Benfica e Sporting. Teve uma audiência média extraordinária, levou a RTP1 a um resultado histórico no dia, que lhe abre, inclusivamente, algumas perspetivas de poder ganhar à TVI na média mensal de agosto. Se isso acontecer, ficará a dever-se, em parte, ao dérbi desta semana, que mobilizou em frente ao canal 1 um total a rondar os 4 milhões de portugueses. É obra.

 

Erro grave da sic?

Estreia assim-assim (22%) do novo formato das 7 da tarde, na SIC. Quem esperava uma vitória retumbante ou um arranque arrasador perdeu a aposta. O modelo deixa a desejar e Fernando Mendes tem enorme resiliência. Colocar Cristina Ferreira em vários horários pode ser o primeiro erro grave da nova SIC.

Ciclismo em crise

A Volta a Portugal já foi uma festa popular. Hoje em dia vive da transmissão televisiva e pouco mais. O divórcio do povo com o ciclismo nasceu com o doping e agravou-se com a falta de heróis. Não obstante, continua a ser um espetáculo televisivo que capta e retém algumas horas os espectadores tradicionais. A tarde da RTP1 beneficia, e muito.

Malkovich é poirot

A série 'The ABC Murders' é uma produção da BBC, baseada na obra de Agatha Christie. A estreia foi a 26 de dezembro do ano passado e foi emitida em três noites consecutivas. Chegou agora à Fox Crime, em Portugal, e é um acontecimento, não só pela qualidade da produção, mas sobretudo pela interpretação de John Malkovich no papel do detetive Hercule Poirot. Trata-se de um trabalho que vai ficar na memória da carreira do ator, -pela reinvenção das principais características da personagem imortal. A ver, enquanto a gravação ainda está nas boxes. 

TVI a descer de divisão

Diz o senso comum que tudo o que desce acaba por subir. Tem sido assim na televisão em Portugal: ao canal 1 sucedeu a SIC na liderança, depois a TVI dominou durante anos e agora volta a SIC_a ganhar primazia. Diz o senso comum, mas nada é garantido. A queda da TVI em todos os horários indica que é urgente inverter o rumo, sob pena de o canal sair definitivamente do radar da maioria dos espectadores. SOS_TVI?

Mais notícias de Televisão Meu Amor

Cristina e o 'chef' a dividir

Cristina e o 'chef' a dividir

A SIC recuperou a liderança, a TVI afundou-se e a RTP estabilizou em 2019. Mas. no final, foi o furacão Ljubomir Stanisic que acabou por se impor como um dos protagonistas.
Eu, abaixo-assinado

Eu, abaixo-assinado

Nos moldes em que foi feita, a defesa da ex-diretora da RTP procura consagrar o jornalismo como uma espécie de sistemas de castas, com valores e normas éticas à parte do resto da sociedade. Isso é intolerável.
O ano do 'Sexta às 9'

O ano do 'Sexta às 9'

Consegue manter no ar um programa com investigações relevantes, e a fazer audiências. Enfrenta com coragem a tentativa de condicionamento por parte da direção da RTP. Sandra Felgueiras é uma das figuras do ano.
Manual de realização

Manual de realização

TVI derrota a SIC. Baratas, fogões imundos, comida apanhada do chão, um cozinheiro muçulmano que não pode provar os petiscos. O Pesadelo... tinha tudo para arrasar. Mas teve, sobretudo, um realizador de eleição.
Da Amadora para o RIO

Da Amadora para o RIO

Durante a homenagem na Câmara da cidade, Jesus bem perguntou, à esquerda e à direita: "Então e o hino de Portugal?"A bandeira das quinas ostentada pelo treinador não chegou para aproximar os países irmãos.
O Polígrafo e a SIC

O Polígrafo e a SIC

O conjunto de suspeitas éticas e deontológicas que recaem sobre o criador do site é grave e não deve ser menosprezado pela classe jornalística. Rubrica faz parte do 'Jornal da Noite', à segunda-feira

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
;