A televisão salva vidas

Cristina foi ao 'Você na TV' e contou o seu isolamento profilático. Os afortunados espetadores terão aprendido mais sobre a Covid naqueles minutos do que em meses de comunicação institucional. O programa contribuiu para salvar vidas.

O morgado e o deserdado

Também a televisão tem horror ao vazio, como a natureza e a política. Grande ideias, formatos maravilhosos, apresentadores geniais, quantas vezes de nada valem porque alguém trabalha mais.

Cristina e o 'chef' a dividir

A SIC recuperou a liderança, a TVI afundou-se e a RTP estabilizou em 2019. Mas. no final, foi o furacão Ljubomir Stanisic que acabou por se impor como um dos protagonistas.

Eu, abaixo-assinado

Nos moldes em que foi feita, a defesa da ex-diretora da RTP procura consagrar o jornalismo como uma espécie de sistemas de castas, com valores e normas éticas à parte do resto da sociedade. Isso é intolerável.

O ano do 'Sexta às 9'

Consegue manter no ar um programa com investigações relevantes, e a fazer audiências. Enfrenta com coragem a tentativa de condicionamento por parte da direção da RTP. Sandra Felgueiras é uma das figuras do ano.

Manual de realização

TVI derrota a SIC. Baratas, fogões imundos, comida apanhada do chão, um cozinheiro muçulmano que não pode provar os petiscos. O Pesadelo... tinha tudo para arrasar. Mas teve, sobretudo, um realizador de eleição.

Da Amadora para o RIO

Durante a homenagem na Câmara da cidade, Jesus bem perguntou, à esquerda e à direita: "Então e o hino de Portugal?"A bandeira das quinas ostentada pelo treinador não chegou para aproximar os países irmãos.

O Polígrafo e a SIC

O conjunto de suspeitas éticas e deontológicas que recaem sobre o criador do site é grave e não deve ser menosprezado pela classe jornalística. Rubrica faz parte do 'Jornal da Noite', à segunda-feira