Paulo Abreu
Paulo Abreu O Tal Canal

Notícia

Basta de incompetência

SIC e RTP vivem dias difíceis. A primeira não tem soluções para o lugar do polémico 'Supernanny'; e a segunda prepara uma nova administração... que, como se sabe, por vezes, não passa pelo mérito.
03 de fevereiro de 2018 às 07:00
...
Basta de incompetência

1. O programa de entretenimento com mais audiências na SIC nos últimos anos, que conseguiu  bater, inclusive, um da rival TVI (MasterChef Júnior), chegou ao fim, com apenas dois episódios transmitidos. Após vários avisos de que 'Supernanny' ultrapassava todos os níveis de decência com crianças, os seus responsáveis acabaram por decidir retirá-lo da grelha, na sexta-feira, 26. Recordo que o caso não é insólito: já no Verão de 2015, a estação viu-se obrigada a cancelar 'Golfinhos com as Estrelas', devido a um parecer do Instituto Nacional de Conservação da Natureza. Pergunto: depois de mais uma prova de que falta alguém com noção da realidade em Carnaxide, quem paga esta factura elevada dos restantes episódios gravados?

Sem nada para transmitir aos domingos à noite no lugar de 'Supernanny', neste momento, a não ser novelas, como 'Paixão' e 'Espelho d’Água', deixo outra questão: ninguém previu que isto pudesse acontecer e preparou um plano B? Ainda outra pergunta: o que andam a fazer na SIC Luís Proença, Gabriela Sobral, Júlia Pinheiro, Daniel Oliveira ou Francisco Pedro Balsemão?

2. Nuno Artur Silva acabou finalmente por cair da administração da RTP, na quinta-feira, dia 25, após a polémica dos negócios pouco transparentes entre a estação pública e a sua produtora, com o Canal Q metido pelo meio, denunciados pela 'TV Guia' a 5 de Janeiro. Se na última edição escrevi aqui que o nosso país era uma brincadeira pegada, por ninguém colocar um ponto final neste mar sem fim de suspeitas, hoje não retiro uma letra do que disse. É que, mal se soube da decisão, logo surgiram as primeiras movimentações dos que ambicionam chegar àquela cadeira de sonho – os mesmos de sempre e, claro, pelos canais do costume. Que os interesses da empresa, para a qual nós pagamos (e bem), não venham a ser novamente prejudicados pelo poder político.

Os portugueses precisam de uma RTP livre, independente, jovem, moderna e ousada, que tenha a capacidade de fazer coisas que agradem ao maior número de espectadores, sem esquecer o serviço público a que está obrigada. Estamos fartos de mais do mesmo: negociatas, incompetência e militantes sem cartão… que vão do Rato à Lapa, passando pelo Caldas.

Mais notícias de Piquete de polícia

Espanto

Espanto

A ser verdade esta história, Bruno de Carvalho, que ainda não há um ano era o pastor maior de um rebanho de servos acríticos, é o exemplar único que a história do desporto vai mostrar como o maior inimigo do Sporting.
Presidente (quase) na rua

Presidente (quase) na rua

Gonçalo Reis diz hoje uma coisa aos precários da RTP… e no dia seguinte faz outra. As contratações de Cândida Pinto e de Helena Garrido para a direcção de Informação incendiaram a empresa. O Governo vai ter de intervir.
Meia noite para Bruno

Meia noite para Bruno

RTP deixou-se usar para vergonhosa limpeza de imagem. Apenas duas semanas antes de ser detido no âmbito do processo de Alcochete, indiciado por 56 crimes, o antigo presidente do Sporting esteve no '5 para a Meia-Noite'.
Editar a vida

Editar a vida

O escritor é um espelho da sua época. Quase sempre um espelho com imperfeições, manchas e estilhaços, e no entanto, talvez por isso mesmo, ainda mais fiel à realidade, também ela repleta de defeitos.
Perdeu o futebol

Perdeu o futebol

É tempo de acabar com o “chico-espertismo” que intoxica e compromete a paixão pelo futebol. A liderança despótica de Bruno de Carvalho e respectivas consequências negativas não afetam apenas o Sporting. Com ele perdeu o futebol.
O amor é...

O amor é...

Continuar apaixonado, todos os dias, pela vontade de te apaixonares.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!