Carlos Rodrigues
Carlos Rodrigues Televisão meu amor

Notícia

Cristina e o homem só

Dois formatos com potencial muito semelhante opõem Cristina Ferreira a Fernando Mendes. Como se justifica que a liderança de décadas de 'O Preço Certo' esteja em risco tão rapidamente?
24 de março de 2017 às 07:00

Os primeiros dias indicam que Cristina Ferreira vai conseguir dar a volta a Fernando Mendes, e recuperar para a TVI a liderança no acesso ao prime time, entre as 19 e as 20 horas. A acontecer, trata-se de uma vitória muito relevante, porque este é um período que a TVI não disputava desde que uma má decisão acabou com os 'Morangos com Açúcar', em 2012.

A coragem de dar a cara numa batalha tão decisiva como esta, onde Queluz de Baixo não tinha qualquer garantia de sucesso, reforça a prevalência de Cristina Ferreira sobre a estação, e, consequentemente, o poder da apresentadora.

Curiosamente, é essa predominância sobre a máquina do canal que faz a diferença neste duelo de fim de tarde.

Vejamos: o formato de Cristina não é melhor que 'O Preço Certo'; a popularidade de Fernando Mendes não é inferior à de Cristina; ora, se a diferença entre formatos e entre apresentadores não é clara, como é que o líder de um horário há mais de uma década fica com a liderança em risco tão rapidamente?

A explicação é simples: enquanto toda a TVI se mobilizou para apoiar, promover e "levar ao colo" a sua directora de Conteúdos, a RTP limitou-se a produzir uma homenagem que mais parecia de fim de carreira. Ou seja: entre Cristina e o "gordo", a diferença está na estrutura. Uma máquina trituradora, capaz de impor os seus produtos e as suas estrelas em qualquer ambiente, do lado da TVI; contra uma RTP envergonhada pelo sucesso de 'O Preço Certo', e que não protegeu um dos poucos horários onde é (era?) líder. Cristina contra um homem só: eis o verdadeiro duelo das 7 da tarde, com vencedora anunciada.   

Mais notícias de O Tal Canal

O morgado e o deserdado

O morgado e o deserdado

Também a televisão tem horror ao vazio, como a natureza e a política. Grande ideias, formatos maravilhosos, apresentadores geniais, quantas vezes de nada valem porque alguém trabalha mais.
O noivo e os galácticos da SIC

O noivo e os galácticos da SIC

A SIC prefere antecipar-se à TVI e ao ‘Big Brother’ e, à pressa, sem o promover juntos dos portugueses, estrear já no domingo ‘O Noivo é que Sabe’. Com Cláudia Vieira ao leme, o sucesso do reality show não está na apresentadora.
O imperador César Mourão

O imperador César Mourão

O humorista da SIC estreou mais uma temporada de ‘Terra Nossa’ e destronou da liderança das audiências a novela ‘Quer o Destino’, da TVI. Mas o mais importante é mesmo o seu discurso ambicioso…
Teresa Guilherme em perigo

Teresa Guilherme em perigo

A apresentadora substitui Cláudio Ramos no ‘Big Brother’, após longa travessia no deserto, mas há cuidados a ter. Os inimigos estão aí

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Anónimo 24.03.2017

Ao Carlos Rodrigues: o que temos de fazer para pagar as contas. Imagino o prazer que deve ter tido a escrever uma coluna destas. Que tema interessante, não é?

;