Sandro Bettencourt
Sandro Bettencourt Por detrás da câmara

Notícia

Desespero em Queluz de Baixo

Não está em causa o talento ou a boa vontade da atriz, mas aproveitar as férias de Fátima Lopes para a substituir por Fernanda Serrano na véspera da silly season, alimentado a esperança de que a mesma poderá vir a ser a salvadora da Pátria, é desajustado e sintomático do desespero que grassa em Queluz de Baixo para tentar inverter o insucesso nas audiências.
26 de junho de 2019 às 17:18
...
Desespero em Queluz de Baixo

Quando pensei que já nenhuma decisão da direcção de programas da TVI me fosse surpreender pela negativa eis que se torna pública a notícia de o canal querer testar Fernanda Serrano para voltar a ser-sim, porque em 1995 ela já havia conduzido dois programas de televisão (Noite de Reis e Olhó Vídeo)- apresentadora de televisão.
 
Não está em causa o talento ou a boa vontade da atriz, mas aproveitar as férias de Fátima Lopes para a substituir por Fernanda Serrano na véspera da silly season, alimentado a esperança de que a mesma poderá vir a ser a salvadora da Pátria, é desajustado e sintomático do desespero que grassa em Queluz de Baixo para tentar inverter o insucesso nas audiências.

Com este "teste", na minha opinião só se vão conseguir duas coisas: lançar Fernanda Serrano às feras, num palco que desconhece e que só não enjeita porque não sabe virar a cara a quem sempre lhe estendeu a mão e, por outro lado, agudizar ainda mais o sentimento de frustração que Fátima Lopes tem vindo a acumular nos últimos tempos. Ela tem toda a legitimidade de pensar, todos os dias, que a direcção de programas já não a vê com os mesmos olhos.

A fórmula do sucesso quando estamos "feridos", como é o caso da TVI, passa em primeira instância por cerrar fileiras, pensar e agir com precisão e discrição máxima. Fernanda Serrano merece respeito e não deveria estar sujeita, ainda que voluntariamente a esta situação. A existir vontade em apostar no seu potencial o mais acertado passaria em conceber um programa à sua medida e apresentá-la, na rentrée televisiva, com as honras que há muito já merece na caixinha mágica.

Mais notícias de O Tal Canal

A menina Clarinha e eu

A menina Clarinha e eu

Não sei quantas vezes tentei esquecer-te, talvez menos do que tu e mais do que o meu coração aguenta, a única que sinto é que, cada vez que a dou espaço à razão, o meu coração começa a encolher-se como um bolo sem fermento, a vida fica sem açúcar e os dias sem sabor.
SIC ataca (e bem) a TVI

SIC ataca (e bem) a TVI

O ‘Big Brother’ ganha ao ‘Agricultor’? Não faz mal: aposta-se em ‘Nazaré’. O ‘Somos Portugal’ é uma marca? Não faz mal: faz-se uma coisa igual. Na guerra vale tudo, e a estação de Queluz de Baixo não tem muito tempo…
Impossível baixar a guarda!

Impossível baixar a guarda!

Infelizmente basta ligar a televisão ou ler as manchetes dos principais jornais e meios de comunicação online para perceber que as festas ilegais continuam a acontecer de norte a sul do país; que os convívios multinucleares são cada vez mais encarados como autênticas festas de desconfinamento, que o sol, o calor e o mar estão a toldar os sentidos conduzindo-nos para o precipício.
Os milagres na TVI… e alunos e professores em lágrimas

Os milagres na TVI… e alunos e professores em lágrimas

Aos domingos, o ‘Big Brother’ parte sempre muito atrás de ‘Quem Quer Namorar com o Agricultor?’, mas tem conseguido vencer o rival, o que é notável. Tudo numa semana em que as escolas fecharam e a emoção tomou conta de todos.
Quem é do mar regressa sempre ao mar

Quem é do mar regressa sempre ao mar

Do Pedro prefiro guardar o seu sorriso tão doce e tão despojado. Prefiro lembrar o seu trabalho dedicado a cada personagem, o seu tom sempre elegante e de cavalheiro, o seu amor pelo mar. É lá que ele se sentia livre. E é lá que viverá para sempre.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Manuel Albino Sousa Manuel Sousa Manuel Há 6 dias

Podiam apostar em mim..
Mais bem empregue

Anónimo Há 1 semana

Raciocínio perfeitamente escorreito.
Mas, em tempos difíceis, nem sempre o "management" está à altura e consegue tomar decisões estratégicas acertadas, ainda que com risco.

ciao ciao Há 1 semana

a serio sr comentadeiro? a serio? Entao a prisa espanhopla esta desesperada?, tem a certeza? ou nao acha que a sic estava e esta a beirinha da falencia e claro ate marcelo , o dos beijinhos e abraços, ajudou, NAO TERA SIDO A SIC QUE ESTAVA A BEIRA DA FALENCIA OU MELHOR O GRUPO DE BALSEMAO?

;