Sandro Bettencourt
Sandro Bettencourt Por Detrás da Câmara

Notícia

Liberdade. Sempre!

"Amordaçar" a imprensa é um ato hediondo que deve ser reprovado e denunciado por todos aqueles que fazem do jornalismo a sua profissão.
03 de novembro de 2018 às 19:11
...
Liberdade. Sempre!

Foi com apreensão que adormeci há uma semana depois de Jair Bolsonaro ter vencido as eleições presidenciais no Brasil. Por norma, registo num moleskine preto, estados de espírito sobre factos que de alguma forma me inquietam.

A 28 de outubro escrevi: "Ninguém me disse, mas esta noite vou sonhar sofrendo com o Rio sem o Corcovado e com as ruas sem o retumbar dos batuques do samba... resta-me esperar pelo despertar para voltar a sentir o calor de uma terra que foi esculpida por Deus."

Parte da minha angústia – mais até do que as ameaças insanas extremistas de Bolsonaro sobre os homossexuais e a raça negra – devia-se à conversa mantida com dois jornalistas da 'Folha de São Paulo', poucos dias antes da realização da segunda volta das eleições.

"A 'Folha de São Paulo' está em risco de fechar porque escreve aquilo que o Jair Bolsonaro não quer", partilhavam comigo, dando exemplos claros de uma perseguição que atenta contra os princípios básicos da liberdade de imprensa e de um país que se diz democrático.

"Amordaçar" a imprensa é um ato hediondo que deve ser reprovado e denunciado por todos aqueles que fazem do jornalismo a sua profissão. 

Depois de assistir à entrevista feita pelo pivot da Globo, William Bonner, a Bolsonaro percebi que ainda existem profissionais que colocam, acima dos órgãos de comunicação social que representam, a liberdade de imprensa.

Sem pedir licença a ninguém, Bonner questionou o presidente brasileiro sobre a intenção clara de acabar com a 'Folha de São Paulo' e ainda defendeu o título reafirmando a importância acumulada no âmbito da democracia brasileira. 

A atitude de Wllliam Bonner, em relação à concorrência, que tantas vezes criticou o espaço informativo que edita, fez renascer a esperança de que um dia isso seja possível em Portugal. Existir uma classe que se defenda em nome de um valor insubstituível: a liberdade.

Mais notícias de Pessoas Como Nós

Venceremos!

Venceremos!

A TVI copiou a ‘Terra Brava’? E a SIC copiou quem? O que interessa é que ‘Quer o Destino’ é uma boa novela. Quando o balão de Bárbara Guimarães começa a esvaziar e Cristina Ferreira se fechou em casa, Jorge Gabriel ou Tânia Ribas de Oliveira assumem uma missão. Parabéns!
Vou ali e já venho

Vou ali e já venho

Tenho 44 anos e herdei um andar no Dafundo, perto da estação. Era a casa dos meus avós, como sou filha única e neta única do lado da minha mãe, ela ofereceu-mo quando me licenciei. Agora estou fechada em casa como o resto do mundo e dou aulas aos meus alunos pelo computador.
Cláudio Ramos arrasa SIC

Cláudio Ramos arrasa SIC

Depois de dizer que tem “a certeza” de que um dos melhores momentos da vida de Cristina Ferreira foi trabalhar consigo, o apresentador revelou que não foi valorizado na estação de Paço de Arcos. A guerra começou.
Às vezes

Às vezes

Eu era a imediata da minha mãe, era assim que me chamava, és o meu braço direito e esquerdo, dizia.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
;